Agronegócio do Brasil investe em feiras internacionais

Produtores e empesas nacionais marcarão presença em 41 eventos especializadas em alimentos e bebidas ao redor do mundo em 2022

Agricultura

img-news
Os ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e das Relações Exteriores (MRE) organizam a participação do Brasil em 41 feiras internacionais especializadas em alimentos e bebidas em 2022. O objetivo é ajudar o agronegócio brasileiro e conquistar mais espaço no mercado mundial. Os produtos serão expostos em feiras distribuídas em 32 cidades de 22 países diferentes neste ano.

Vale destacar a feira SIAL América, que ocorrerá em Las Vegas, em março, SIAL Paris, em outubro, e a CIEE China, em novembro, em Xangai. Essas feiras concentram um grande número de empresas brasileiras participantes.

De acordo com a Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), ligada ao MRE, serão disponibilizadas aos empresários a preparação e estrutura antes e durante os eventos, como estande, espaços de networking, recepcionistas, material promocional e tradutor.

Mapa da Apex com algumas da principais feiras internacionais de 2022

Para o Gerente de Agronegócios da Apex, Márcio Rodrigues, o agronegócio brasileiro tem capacidade de diversificar e ampliar suas exportações para o mundo, e as feiras internacionais abrem ainda mais possibilidades de promover produtos, especialmente os de maior valor agregado. “O agronegócio brasileiro tem capacidade crescente de exportar produtos para uma diversidade de mercados e as feiras são uma oportunidade para ampliar a quantidade de empresas exportadoras e de mercados alcançados pelo Brasil”, declara, lembrando que a Apex apoia mais de 1,6 mil empresas de diversos segmentos do agronegócio nacional. 

EM AÇÃO
Os produtos já foram expostos em três feiras: a Winter Fancy Food, em Las Vegas, nos Estados Unidos; e a ProdExpo, em Moscou, capital da Rússia, entre 6 e 11 de fevereiro, além da Gulfood, em Dubai, nos Emirados Árabes, de 13 a 17 de fevereiro, a maior feira de alimentos do Oriente Médio. O evento, que contempla os segmentos de bebidas, lácteos, óleos, produtos free from, carne e frango, entre outros, reúne 114 empresas brasileiras mobilizadas.

"As feiras internacionais são excelentes oportunidades para ampliar a visibilidade dos produtos brasileiros, promover negócios e aprofundar o conhecimento sobre mercados-alvo e tendências internacionais", destaca o diretor de Promoção Comercial e Investimentos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Jean Marcel Fernandes.   

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o agronegócio representou 45,3% das exportações totais brasileiras no primeiro semestre de 2021. Até junho, as exportações do setor somaram US$ 61,49 bilhões, o que representa um crescimento de 20,8% em relação ao exportado no mesmo período em 2020. A expectativa é que em 2022 esse valor aumente.


- Com informações do Mapa, Apex e Agência Brasil




logo