CONECTA NEWS – 10/02/2022

Fique ligado nas principais notícias do agronegócio no Brasil e no mundo. O conteúdo do Conecta News é uma parceria com o SAFRAS & MERCADO por meio da Agência SAFRAS

Agricultura

img-news
CAFÉ: NY cai com realização de lucros após atingir máxima de dez anos
A Bolsa de Mercadorias e Futuros de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica fechou a sessão de hoje com cotações em baixa. Os contratos com entrega em março/2022 do café arábica encerraram a sessão negociados a 255,20 centavos de dólar por libra-peso, queda de 3,15 centavos (-1,2%) ante ao fechamento anterior. No fechamento, maio/2022 tinha cotação de 255,25 centavos (-1,23). O mercado realizou lucros depois de estabelecer máximas de dez anos. Na máxima intradiária da quarta-feira, a posição março encostou em 259,50 centavos, e maio foi a 259,65 centavos, níveis mais altos em dez anos. O mercado monitora a redução de estoques certificados. Os estoques de café arábica certificados da ICE caíram para 1,06 milhão de sacas, o menor nível em 22 anos.

AÇÚCAR: Nova York encerra sessão mista em meio a rolagens de posições
A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o açúcar bruto encerrou o pregão eletrônico com cotações mistas. Os contratos com entrega em março/2022 encerraram o dia a 18,30 centavos de dólar por libra-peso, baixa de 0,18 centavo em relação ao fechamento anterior (ou 0,97%). A posição Maio/2022 fechou cotada a 17,89 centavos (-0,5%). O mercado teve uma sessão de poucas oscilações, adotando uma postura de consolidação, enquanto busca um melhor direcionamento. Rolagens de posições, de março para diante, seguiram no foco, faltando poucas semanas para o vencimento do primeiro contrato.

SOJA: Área em déficit hídrico cai a 34% na Argentina - Bolsa de Buenos Aire
O percentual de lavouras em déficit hídrico na Argentina caiu de 36% para 34% na última semana. Segundo a Bolsa de Cereais de Buenos Aires, em igual momento do ano passado eram 14%. A superfície totaliza 16,3 milhões de hectares. Atualmente, 17% das lavouras estão em situação de regular a ruim, contra 18% na semana passada e 7% em igual período de 2020/21. 

MILHO: Plantio 21/22 está finalizado na Argentina - Bolsa de Buenos Aires
O plantio de milho da safra 2021/22 foi finalizado na Argentina. Segundo a Bolsa de Cereais de Buenos Aires, a superfície é estimada em 7,3 milhões de hectares, 7,6% acima do ano anterior. Os trabalhos avançaram 0,9 ponto percentual na semana. Devido à menor produtividade esperada, a projeção de produção foi reajustada de 57 para 51 milhões de toneladas. Conforme a Bolsa, as chuvas no restante de fevereiro são chave para sustentar este volume. A área em déficit hídrico caiu de 26% para 24% na última semana. Em igual momento do ano passado, eram 13%. Atualmente, 25% das lavouras estão em condições de regular a ruim, contra 28% na semana passada e 9% em igual período de 2020/21.

AÇÚCAR REFINADO: Londres fecha sessão com cotações mistas
A ICE Futures Europe (Bolsa de Londres) para o açúcar refinado fechou as operações com cotações mistas. Os contratos com entrega em março/2022 fecharam a US$ 510,40 por tonelada, alta de US$ 7,20 a tonelada (+1,43%) na comparação ao fechamento anterior. Maio/2022 fechou a US$ 490,70 por tonelada, recuo de US$ 1,00 a tonelada (-0,2%).

CAFÉ: Exportações do Vietnã somam 163,324 mil toneladas em janeiro
As exportações de café do Vietnã totalizaram 163,324 mil toneladas em janeiro, uma retração de 3,6% sobre o mês anterior. Os números são da alfândega do país e foram divulgados pela Agência Reuters.

CAFÉ: Vanusia Nogueira é eleita para Direção-Executiva da OIC
Vanusia Nogueira foi eleita hoje, por consenso, ao cargo de Diretora-Executiva da Organização Internacional do Café (OIC) para mandato de cinco anos. Será a primeira mulher a dirigir a Organização e sucederá, a partir do dia 1 de maio, ao também brasileiro José Dauster Sette, atual Diretor-Executivo da OIC. Nascida em Minas Gerais, em família de cafeicultores, Vanusia Nogueira ocupa atualmente o cargo de Diretora-Executiva da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA). É conselheira do Conselho Nacional do Café (CNC), da "Rainforest Alliance", da "Alliance for Coffee Excellence" e da "Specialty Coffee Association" (SCA). 
A OIC reúne países responsáveis por 98% da produção e 67% do consumo mundial de café. Adota como missão promover o fortalecimento do setor cafeeiro global e sua expansão sustentável, além de servir como plataforma para a discussão de aspectos técnicos e comerciais do café, inclusive na esfera privada. O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café, com 35% da produção e 32% de participação no mercado internacional (dados da OICAFÉ para a safra 2019/2020), além de ser o segundo maior mercado consumidor. Em nota conjunta, os ministérios da Agricultura e Relações Exteriores destacaram que "O governo brasileiro está confiante em que a OIC continuará a modernizar-se sob a gestão de Vanusia Nogueira, reforçando sua capacidade de atender às demandas do setor cafeeiro dos estados membros".

GRÃOS: Safra do RS em 2021/22 deve retroceder 24,7% - Conab
Segundo informações da Superintendência da Companhia Nacional de Abastecimento no Rio Grande do Sul a produção de grãos no estado na safra 2021/22, tomando como base a 5a estimativa de produção de grãos, deverá alcançar 28,706 milhões de toneladas, retrocedendo 24,7% frente à temporada 2020/21, de 38,123 milhões de toneladas. A safra de milho do estado deve cair 32%, passando de 4,39 milhões de toneladas em 2020/21 para 2,984 milhões de toneladas na temporada 2021/22. A produção de soja gaúcha deve ter uma baixa de 33,9%, atingindo 13,739 milhões de toneladas, ante as 20,787 milhões de toneladas colhidas na temporada 2020/21. A safra de arroz deve recuar 10,3%, atingindo 7,424 milhões de toneladas, contra as 8,277 milhões de toneladas registradas na safra 2020/21. No feijão, a primeira safra deve cair 39,4%, passando de 57,2 mil toneladas para 34,7 mil toneladas em 2021/22. A segunda safra deve apontar queda de 8,8%, chegando a 25,2 mil toneladas, ante as 27,7 mil toneladas registradas na temporada passada. A produção de trigo de 2021 deve retroceder 1,9% ante a temporada passada, de 3,491 milhões de toneladas para 3,423 milhões de toneladas.

logo