CONECTA NEWS – 22/02/2022

Fique ligado nas principais notícias do agronegócio no Brasil e no mundo. O conteúdo do Conecta News é uma parceria com o SAFRAS & MERCADO por meio da Agência SAFRAS

Agricultura

img-news
MILHO: Apesar de alta em Chicago, preços caíram no MT na semana passada
As cotações do milho na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o contrato corrente fecharam na média semanal da última sexta-feira (18) em US$ 6,49/bu, alta de 1,18% ante a semana anterior. Este incremento foi pautado pela perspectiva de corte na produção da América do Sul, principalmente na Argentina. Além disso, as tensões geopolíticas entre a Rússia e Ucrânia têm influenciado o mercado financeiro e consequentemente no de commodities. Mesmo com o aumento em Chicago, as cotações em MT apresentaram queda de 1,29% na média semanal ante a passada, pautada pelo avanço da colheita do milho verão no Brasil, o que aumenta a disponibilidade do cereal no mercado, além da retração de 1,62% do dólar corrente ante a semana anterior. Por fim, apesar dos preços na última semana exibirem queda no Indicador-Imea MT, a menor produção do milho verão no Brasil, bem como o período de entressafra no estado, são fatores altistas que podem continuar refletindo sobre as cotações nos próximos meses. As informações são do Imea.

CARNES: Abates caem 12% no 4º trimestre de 2021 ante 3%, aponta Minerva
No quarto trimestre de 2021 foram abatidas aproximadamente 4,5 milhões de cabeças de gado no Brasil, queda de 12% na comparação com o 3T21 e de 16% quando comparado ao mesmo trimestre de 2020. No ano de 2021, o abate totalizou 19 milhões de cabeças, sendo 14% menor na base anual. A redução dos níveis de abate no Brasil é reflexo de retenção de fêmeas e menor disponibilidade de animais para abate ao longo do ano. O preço médio da arroba (indicador Boi Gordo ESALQ/BM&F para o Estado de São Paulo) atingiu R$ 296,4/@, queda de 5% na comparação trimestral, resultado das restrições nas exportações para a China ao final do ano. Em 2021, o preço médio do gado totalizou R$ 305,7/@, alta de 35% na comparação com 2020, como efeito da menor disponibilidade de animais prontos para o abate. Em dólares, o preço médio do gado no trimestre foi 11% menor ante o 3T21, alcançando US$ 3,5/ kg. No ano, o preço médio ficou em US$ 3,8/ kg. As informações são do Panorama Setorial da Minerva.

EMPRESAS: Viter comercializa 5,2 milhões de toneladas de insumos agrícolas em 2021
A Viter comercializou 5,2 milhões de toneladas de insumos agrícolas em 2021. O recorde de vendas é fruto da estratégia de crescimento da unidade de negócios de insumos agrícolas da Votorantim Cimentos, que no ano passado iniciou a exportação para o Paraguai, anunciou novas ampliações de capacidade de produção e lançou um protetor solar para folhas e frutos. A capacidade de produção da Viter foi ampliada nas fábricas de Itapeva (SP) e Xambioá (TO), além de uma nova parceria comercial em Pratápolis (MG). Outro investimento realizado foi na fábrica de Nobres (MT) com a construção de um galpão de armazenagem de produtos e a instalação de uma nova balança de expedição para agilizar o carregamento de caminhões no período de safra na região. A Viter também teve um crescimento de cerca de 30% no número de empregados dentro do negócio agrícola da Votorantim Cimentos.

SOJA: China vai leiloar grãos de seus estoques para garantir abastecimento
A China vai vender em leilão parte de suas reservas do Estado de soja em grão para melhorar a oferta para seu mercado, o maior mercado de oleaginosas do mundo. A informação é da Administração para Alimentação Nacional e Reservas Estratégicas do país, segundo divulgou a RTRS. Não foram dados detalhes dos volumes envolvidos e nem quando serão realizados os leilões. A decisão vem depois que as importações do país em semanas recentes caíram abaixo das expectativas de volume devido ao atraso na colheita do maior exportador para a China, que é o Brasil. Os preços do farelo de soja dispararam, enquanto os produtores de suínos do país estão sofrendo com os baixos preços dos suínos. A China esmaga soja em grão para produzir farelo e alimentar sua gigante indústria do mercado de carnes. Segundo o analista agrícola da Consultoria Mysteel, Zhu Rongping, "as chegadas de soja em grão em fevereiro devem ser menores que o previamente estimado, enquanto em março também não devem ser grandes". Essa situação pode continuar até abril, diz o analista.

AÇÚCAR REFINADO: Londres fecha sessão com cotações mistas
A ICE Futures Europe (Bolsa de Londres) para o açúcar refinado fechou as operações com cotações mistas. Os contratos com entrega em maio/2022 fecharam a US$ 494,30 por tonelada, alta de US$ 8,20 a tonelada (+1,68%) na comparação ao fechamento anterior. Agosto/2022 fechou a US$ 484,40 por tonelada, ganho de US$ 5,10 a tonelada (+1%). Os contratos mais longos, a partir de agosto/2023, registraram quedas moderadas.

SOJA: TGPM bate recorde em carregamento de navio no Norte do Brasil
O Terminal de Grãos Ponta da Montanha (TGPM), instalado no município de Barcarena, no Estado do Pará, bateu recorde de carregamento de soja em um único navio, com 84.802 toneladas, sendo o maior volume embarcado na Região Norte do Brasil. A embarcação graneleira MV Harvest Frost possui 237 metros de comprimento (loa) e 40 metros de largura (boca) e zarpou no último dia 18 de fevereiro, com destino a Europa, especificamente para o porto de Roterdã, na Holanda. "Todo o processo de embarque foi realizado dentro dos altos padrões de segurança e qualidade. Temos muito orgulho desse marco, mérito dos nossos colaboradores que, com alta performance, excelência e compromisso, fizeram acontecer", comentou Rodrigo Abreu, Diretor Geral do TGPM. O recorde anterior de maior volume embarcado na Região Norte do Brasil aconteceu no Porto de Santarém, com 82.531 toneladas de grãos de soja. As informações são da assessoria de imprensa da empresa.

MILHO: Brasil deve embarcar 530 mil toneladas em fevereiro, aponta ANEC
As exportações brasileiras de milho deverão ficar em 530 mil toneladas em fevereiro, conforme levantamento semanal da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (ANEC). Em fevereiro do ano passado, o Brasil exportou 508,407 mil toneladas. Em janeiro de 2022, os embarques do cereal somaram 2,223 milhões de toneladas. No acumulado de 2022, os embarques atingem 2,573 milhões de toneladas. Na semana entre 13 e 19 de fevereiro, dados apontam que o Brasil embarcou 9,801 mil toneladas. No período entre 20 e 26 de fevereiro, a ANEC não indica exportação.

CAFÉ: Londres recupera terreno seguindo petróleo, NY e outros mercados
A Bolsa Internacional de Finanças e Futuros de Londres (ICE Futures Europa) para o café robusta encerrou as operações desta segunda-feira com preços mais altos. Em sessão volátil, Londres teve perdas em grande parte do dia, com o cenário de aversão ao risco dos investidores temendo a tensão e conflito entre Rússia e Ucrânia e com ameaça de sanções à Rússia por países como os Estados Unidos e outros. Há apreensão nos mercados com os efeitos econômicos globais desses "confrontos". Porém, o petróleo apresenta forte alta observando as notícias do conflito e as tensões gerais. E o café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), que também tinha perdas, reagiu, assim como outras commodities nas bolsas de futuros, fatores que puxaram para cima também o robusta em Londres. Os contratos para entrega em março/2022 fecharam o dia a US$ 2.360 a tonelada, com valorização de US$ 104, ou de 4,6%. A posição maio/2022 fechou a US$ 2.260 a tonelada, ganho de US$ 26, ou de 1,2%.

CARNES: Filipinas detectam gripe aviária em algumas fazendas do país
O departamento de agricultura das Filipinas disse nesta terça-feira que detectou recentemente surtos de gripe aviária em algumas fazendas de patos e codornas perto da capital, depois de se livrar da doença há mais de um ano. Os casos mais recentes envolveram a cepa H5N1, não a cepa H5N6 encontrada durante surtos nos últimos anos, embora ambas sejam classificadas como altamente patogênicas. As informações são da Agência Reuters.

SOJA: Brasil deve embarcar até 7,2 milhões de toneladas em fevereiro, aponta ANEC
As exportações brasileiras de soja em grão deverão ficar em 7,2 milhões de toneladas em fevereiro, conforme levantamento semanal da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (ANEC). Em fevereiro do ano passado, as exportações ficaram em 5,510 milhões de toneladas. Em janeiro, o país embarcou 2,282 milhões de toneladas. Na semana entre 13 e 19 de fevereiro, o Brasil embarcou 2,251 milhões de toneladas. Para o período entre 20 e 26 de fevereiro, a ANEC indica a exportação de 3,244 milhões de toneladas. Para o farelo de soja, a previsão é de embarques de 1,833 milhão de toneladas em fevereiro. No mesmo mês do ano passado, o total exportado foi de 890,368 mil toneladas. Em janeiro, volume ficou em 1,581 milhão de toneladas. Na semana passada, as exportações ficaram em 608,895 mil toneladas e a previsão para esta semana é de 411,702 mil toneladas.

logo