CONECTA NEWS – 23/02/2022

Fique ligado nas principais notícias do agronegócio no Brasil e no mundo. O conteúdo do Conecta News é uma parceria com o SAFRAS & MERCADO por meio da Agência SAFRAS

Agricultura

img-news
ALGODÃO: Brasil busca expansão de mercado no Paquistão e Turquia
Começou segunda-feira (21/02) a Missão Vendedores, iniciativa de promoção e desenvolvimento de mercado realizada pelo programa Cotton Brazil, da Associação Brasileira de Produtores de Algodão, Abrapa. Uma comitiva com cotonicultores brasileiros prospecta a indústria têxtil da Turquia e do Paquistão para fortalecer a presença e o relacionamento entre os dois países. A missão é uma das atividades do Cotton Brazil, programa criado pela Abrapa para ampliar a participação do algodão brasileiro no mercado global. Assim como o programa, o intercâmbio comercial é realizado em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Associação Nacional de Exportadores de Algodão (Anea). 
A Missão Vendedores inicia pela Expo 2020, em Dubai, com foco na indústria têxtil paquistanesa. O Paquistão é o quinto maior consumidor mundial de algodão, tendo importado aproximadamente 1,2 milhão de toneladas no ano comercial 2020/21. É o terceiro maior importador da pluma brasileira, com 12% de market share e um volume superior a 280 mil tons importadas no último ciclo comercial. Para mostrar como o Brasil pode ampliar ainda mais o fornecimento ao Paquistão, a Abrapa realiza hoje e amanhã o Cotton Brazil Outlook 2022, em Dubai. 
O evento, presencial, terá palestra com apresentação de dados sobre o mercado de algodão brasileiro e também roda de negócios e networking entre brasileiros e paquistaneses. Mais de 100 indústrias com sede no Paquistão já confirmaram presença no evento. Assim como o Paquistão, a Turquia é um parceiro relevante para o comércio externo de algodão do Brasil. No ano comercial 2020/21, o país foi o quarto maior importador de pluma brasileira. As importações somaram 279 mil toneladas, o que correspondeu a 12% do volume embarcado pelo Brasil. 
Na temporada atual (2021/22), já foram compradas 119 mil toneladas, e a expectativa da Missão Vendedores é de que esse volume se amplie após os contatos que serão realizados in loco. O Brasil é atualmente o segundo maior fornecedor de algodão tanto para a Turquia como para o Paquistão, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

AÇÚCAR REFINADO: Londres fecha sessão com cotações mistas
A ICE Futures Europe (Bolsa de Londres) para o açúcar refinado fechou as operações com cotações mistas. Os contratos com entrega em maio/2022 fecharam a US$ 495,70 por tonelada, alta de US$ 1,40 a tonelada (+0,28%) na comparação ao fechamento anterior. Agosto/2022 fechou a US$ 484,30 por tonelada, perda de US$ 0,10 a tonelada (-0,02%).

CAFÉ: Londres fecha em baixa com fatores técnicos e observando conflito
A Bolsa Internacional de Finanças e Futuros de Londres (ICE Futures Europa) para o café robusta encerrou as operações desta quarta-feira com preços mais baixos. As cotações do robusta em Londres cederam em meio a aspectos técnicos. A falta de um direcionamento mais claro do arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), que esboçou uma subida mas depois foi perdendo terreno, não ajudou a dar suporte às cotações em Londres. Seguem as atenções em torno da tensão entre Rússia e Ucrânia, que envolve também outros países, como Estados Unidos e países da Europa. Isso afeta os mercados em geral, gerando muitos temores e apreensão com os efeitos econômicos dessa crise e do cenário que pode vir com o acirramento do conflito. Os contratos para entrega em março/2022 fecharam o dia a US$ 2.349 a tonelada, com desvalorização de US$ 11, ou de 0,5%. A posição maio/2022 fechou a US$ 2.234 a tonelada, baixa de US$ 26, ou de 1,1%.

ARROZ: Exportações da Tailândia totalizam 657 mil toneladas no ano
As exportações de arroz da Tailândia totalizaram 133,309 mil toneladas na semana compreendida entre 31 de janeiro e 6 de fevereiro. A média das últimas quatro semanas ficou em 140,836 mil toneladas. No acumulado do ano, as exportações somam 657 mil toneladas, ante 391 mil em igual período do ano passado. Não estão computadas neste número as exportações de arroz aromático. As informações são Gain Report, do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

SOJA: China vai aumentar área para reduzir dependência, diz ministro
A China vai plantar soja em cada pedaço de terra possível este ano, disse o ministro da Agricultura, Tang Renjian, nesta quarta-feira, enquanto busca reduzir sua dependência de enormes importações anuais. O ministro anunciou seu plano depois que o governo delineou uma série de medidas para aumentar a produção de soja, entre as medidas para aumentar a segurança alimentar. "Faremos grandes esforços... para expandir a produção de soja e oleaginosas. Cada 'mu' extra plantado conta, e cada 'jin' colhido conta", disse ele, usando medidas chinesas de área e peso para terra.

logo