John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    CONECTA NEWS – 06/09/2022 1

    Fique ligado nas principais notícias do agronegócio no Brasil e no mundo. O conteúdo do Conecta News é uma parceria com o SAFRAS & MERCADO por meio da Agência SAFRAS
    Agencia SAFRAS & Mercado, Portal de Notícias
    CONECTA NEWS – 06/09/2022
    CONECTA NEWS – 06/09/2022

    Tags:

    Cana-de-Açúcar

    Alimentação

    Grãos

    Algodão

    Café

    Agricultura

    Trigo

    Clima

    Soja

    Arroz

    SOJA: USDA estima que 57% das lavouras estão entre boas e excelentes condições nos EUA
    O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou dados sobre as condições das lavouras americanas de soja. Segundo o USDA, até 4 de setembro, 57% estavam entre boas e excelentes condições (o mercado esperava 56%), 29% em situação regular e 14% em condições entre ruins e muito ruins. Na semana anterior, os índices eram de 57%, 30% e 13%, respectivamente.

    MILHO: USDA diz que 54% das lavouras estão entre boas e excelentes condições nos EUA
    O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou dados sobre as condições das lavouras americanas de milho. Segundo o USDA, até 4 de setembro, 54% estavam entre boas e excelentes condições (o mercado esperava 53%), 27% em situação regular e 19% em condições entre ruins e muito ruins. Na semana anterior, os números eram de 54%, 27% e 19%, respectivamente.

    CAFÉ: Colheita dos cooperados da Cooxupé estava em 94,89% até 02/09
    A colheita de café pelos cooperados da Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé), que envolve as regiões do sul de Minas Gerais, cerrado mineiro e partes de São Paulo, estava em 94,89% até o dia 02 de setembro. É o que indica o levantamento semanal da Cooxupé. No relatório anterior, a colheita envolvia 91,01% até 26 de agosto. Segundo o relatório, a colheita está praticamente parelha em relação ao ano passado. Em igual período de 2021, a colheita estava em 94,19%. A Cooxupé indicou que no sul de Minas Gerais a colheita pelos cooperados estava em 96,28%; no cerrado mineiro em 93,96%; e nas partes de São Paulo em 87,65%.

    AÇÚCAR: Maiores usinas da Alemanha se unem para enfrentar eventual escassez de gás
    As quatro maiores refinarias de açúcar da Alemanha poderão cooperar entre si no caso de um corte no fornecimento de gás para manter a produção. O plano envolve a Nordzucker, a Südzucker, a Pfeifer & Langen e a Cosun Beet, com envolvimento também da Associação Alemã de Tecnólogos em Açúcar (VDZ). O fato central na nossa intenção de cooperar é que esta é uma ação pontual, por um período limitado de tempo, no caso de uma emergência de gás, disse o presidente do cartel, Andreas Mundt, em comunicado. A Gazprom da Rússia disse ainda na sexta-feira que o gasoduto Nord Stream 1, que abastece a Alemanha, permanecerá fechado indefinidamente, citando um vazamento, pressionando ainda mais a Alemanha para se preparar para uma possível escassez de gás neste inverno. As informações partem da Reuters.

    ALGODÃO: NY tem ganhos buscando recuperação técnica
    A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures) para o algodão fechou com preços mais altos nesta terça-feira. Na volta após o feriado da segunda-feira nos Estados Unidos, o mercado reagiu tecnicamente depois de acumular perda de 12,4% na semana passada no contrato dezembro. Cobertura de posições vendidas garantiu sustentação ao mercado. O mercado está no aguardo do relatório com as condições das lavouras americanas, que será divulgado logo mais pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), e já busca um posicionamento para o relatório de oferta e demanda do USDA, que será divulgado na próxima segunda-feira, dia 12. Os contratos com entrega em dezembro/2022 fecharam o dia a 103,55 centavos de dólar por libra-peso, alta de 0,34 centavo, ou de 0,3%.

    BIOCOMBUSTIVEIS: Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel será tema de audiência no Senado
    O Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel será avaliado em audiência pública na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), por iniciativa (REQ 18/2022-CCT) do senador Rodrigo Cunha (PSD-MG). O debate vai enfocar o "Selo Biocombustível Social", que é concedido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento a produtores de biodiesel que promovam a inclusão social e o desenvolvimento regional. A data do debate ainda será marcada pela Comissão. As informações partem da Agência Senado.

    CAFÉ: NY fecha no terreno positivo, buscando recuperação técnica e testando US$ 2,30
    A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta terça-feira com preços mais altos. Após o feriado desta segunda-feira nos Estados Unidos, quando a bolsa não operou em observação ao Dia do Trabalho no país, o mercado reabriu e teve uma sessão volátil, entre perdas e ganhos. Ao final, fatores técnicos, com a busca de uma recuperação após o mercado cair quase 4% na semana passada, deu suporte aos preços. O mercado não conseguiu se afastar na queda da linha de US$ 2,30 a libra-peso para dezembro, mostrando suporte neste patamar. Porém, a alta do dólar contra o real no Brasil e firme também contra outras moedas foi aspecto negativo. Os contratos com entrega em dezembro/2022 fecharam o dia a 230,25 centavos de dólar por libra-peso, alta de 1,45 centavo, ou de 0,6%. A posição março/2023 fechou a 223,65 centavos, ganho de 1,55 centavo, ou de 0,7%.

    TRIGO: Chicago fecha em alta com fatores técnicos e possível menor oferta
    A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o trigo encerrou com preços mais altos. O mercado foi sustentado por fatores técnicos e pela expectativa, segundo a Dow Jones, de menores produtividades na Europa e nos Estados Unidos. Além disso, a demanda aquecida no mercado internacional contribuiu com a valorização. Na segunda-feira, a CBOT não abriu em virtude do feriado do Dia do Trabalho nos EUA. Na sexta-feira, os preços subiram graças a compras de barganha e cobertura de posições, movimento que também foi observado na sessão de hoje. Os investidores aguardam o relatório de condições das lavouras estadunidenses, que será divulgado no final da tarde de hoje. No próximo dia 12, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos divulga seu relatório mensal de oferta e demanda para o trigo. Analistas consultados pela Dow Jones consideram que possíveis cortes de rendimento no Hemisfério Norte já foram precificados pelo mercado. As inspeções de exportação norte-americana de trigo chegaram a 477.657 toneladas na semana encerrada no dia 1o de setembro, conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O mercado esperava 515 mil toneladas. Na semana anterior, as inspeções de exportação de trigo haviam atingido 631.326 toneladas. Em igual período do ano passado, o total inspecionado fora de 412.649 toneladas. No fechamento de hoje, os contratos com entrega em dezembro de 2022 eram cotados a US$ 8,17 por bushel, ganho de 6,00 centavos de dólar, ou 0,73%, em relação ao fechamento anterior. Os contratos com entrega em março de 2023 eram negociados a US$ 8,32 por bushel, alta de 4,75 centavos, ou 0,57%, em relação ao fechamento anterior.

    MILHO: Possível menor safra nos EUA favorece alta significativa em Chicago
    A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou a sessão de hoje com preços significativamente mais altos. Em dia volátil, o mercado encontrou suporte nos sinais de demanda para o milho norte-americano. Segundo a Reuters, preocupações com uma possível menor safra nos EUA contribuíram com a valorização. Os investidores estão na expectativa também para o relatório de condições das lavouras estadunidenses, que será divulgado no final da tarde de hoje. As inspeções de exportação norte-americana de milho chegaram 518.373 toneladas na semana encerrada no dia 1o de setembro conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O mercado esperava 660 mil toneladas. Na semana anterior, haviam atingido 689.451 toneladas. Em igual período do ano passado, o total inspecionado foi de 338.716 toneladas. Na sessão, os contratos de milho com entrega em dezembro fecharam a US$ 6,76 por bushel, ganho de 10,25 centavos de dólar, ou 1,53%, em relação ao fechamento anterior. A posição março fechou a sessão a US$ 6,81 3/4 por bushel, alta de 10,50 centavos, ou 1,56% em relação ao fechamento anterior.

    SOJA: Line-up projeta embarques de 3,916 milhões de toneladas pelo Brasil em setembro
    O line-up, a programação de embarques nos portos brasileiros, projeta a exportação de 3,916 milhões de toneladas de soja em grão para setembro, conforme levantamento realizado por SAFRAS & Mercado. O volume já embarcado no mês soma 679,690 mil toneladas. No mesmo mês do ano passado, exportações somaram 4,701 milhões de toneladas segundo estimativa. Em agosto, foram 5,056 milhões de toneladas. Para outubro, são previstas 99 mil toneladas. De janeiro a setembro de 2022, o line-up apontou o embarque de 70,326 milhões de toneladas. Em igual período do ano passado, foram embarcadas 78,911 milhões de toneladas. A Secretaria do Comércio Exterior (Secex) indica o embarque no período em 66,703 milhões de toneladas.