John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    CONECTA NEWS – 12/09/2022

    Fique ligado nas principais notícias do agronegócio no Brasil e no mundo. O conteúdo do Conecta News é uma parceria com o SAFRAS & MERCADO por meio da Agência SAFRAS
    Agencia SAFRAS & Mercado, Portal de Notícias
    CONECTA NEWS – 12/09/2022
    CONECTA NEWS – 12/09/2022

    Tags:

    Algodão

    Café

    Alimentação

    Agricultura

    Clima

    Arroz

    Soja

    Trigo

    Grãos

    Cana-de-Açúcar

    TRIGO DE INVERNO: USDA aponta plantio em 10% nos Estados Unidos
    O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou relatório sobre a evolução do plantio das lavouras de trigo de inverno. Até 11 de setembro, a semeadura estava apontada em 10%. O mercado esperava 10%. Na semana passada, eram 3%. Em igual período do ano passado, o número estava em 11% e a média dos últimos cinco anos é de 7%.

    TRIGO PRIMAVERA: USDA aponta colheita em 85% nos Estados Unidos
    O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou relatório sobre a evolução da colheita das lavouras de trigo primavera. Até 11 de setembro, a colheita estava apontada em 85%. O mercado esperava 83%. Na semana passada, eram 71%. Em igual período do ano passado, o número estava em 95% e a média dos últimos cinco anos é de 89%.

    ALGODÃO: USDA estima 33% das lavouras entre boas e excelentes condições nos EUA
    O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou dados sobre as condições das lavouras americanas de algodão. Segundo o USDA, até 11 de setembro, 33% estavam entre boas e excelentes condições, 30% em situação regular e 37% em condições entre ruins e muito ruins. Na semana passada, eram 35%, 34% e 31%, respectivamente.

    SOJA: USDA estima que 56% das lavouras estão entre boas e excelentes condições nos EUA
    O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou dados sobre as condições das lavouras americanas de soja. Segundo o USDA, até 11 de setembro, 56% estavam entre boas e excelentes condições (o mercado esperava 57%), 29% em situação regular e 15% em condições entre ruins e muito ruins. Na semana anterior, os índices eram de 57%, 29% e 14%, respectivamente.

    MILHO: USDA diz que 53% das lavouras estão entre boas e excelentes condições nos EUA
    O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou dados sobre as condições das lavouras americanas de milho. Segundo o USDA, até 11 de setembro, 53% estavam entre boas e excelentes condições (o mercado esperava 54%), 27% em situação regular e 20% em condições entre ruins e muito ruins. Na semana anterior, os números eram de 54%, 27% e 19%, respectivamente.

    CAFÉ: Exportações do Brasil ficam em 2,7 milhões de sacas em agosto e receita é recorde no ano
    Segundo o relatório estatístico mensal do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), a receita com os embarques brasileiros do produto alcançou o recorde histórico de US$ 5,904 bilhões de janeiro ao fim de agosto deste ano, o que representa crescimento de 61,4% em relação aos US$ 3,659 bilhões registrados nos primeiros oito meses de 2021. Já o volume recuou 5,3% no intervalo, saindo de 26,7 milhões de sacas de 60 kg para os atuais 25,3 milhões de sacas até o fim do mês passado. 
    Esse resultado foi alcançado com a atualização das estatísticas até agosto, quando o país exportou 2,762 milhões de sacas, ou 2,5% a menos na comparação com o mesmo mês de 2021, e obteve uma receita cambial de US$ 655,3 milhões, o que significa um crescimento de 49,5% ante agosto do ano passado. No acumulado dos dois primeiros meses do ano safra 2022/23, o desempenho é similar. O Brasil remeteu 5,278 milhões de sacas aos parceiros internacionais e teve o ingresso de US$ 1,250 bilhão, números que implicam queda de 8,1% em volume, mas incremento de 46,3% em receita frente ao desempenho no acumulado de julho a agosto de 2021. 
    De acordo com o presidente do Cecafé, Günter Hausler, o cenário registrado reflete um contexto de mercado observado ao longo dos últimos meses. A receita cambial recorde resulta dos bons níveis de preço praticados nos mercados interno e externo e da taxa de câmbio favorável, comenta. Entre janeiro e o fim de agosto deste ano, o preço médio pago pelos cafés do Brasil exportados é de US$ 233,58 por saca, valor que corresponde a uma alta de 70,4% na comparação com os US$ 137,11 por saca aferidos no mesmo período de 2021. 
    PRINCIPAIS DESTINOS
    Os Estados Unidos lideram o ranking das exportações nacionais de café, de janeiro ao fim de agosto, com a importação de 5,283 milhões de sacas, volume 4,5% superior aos 5,055 milhões comprados no mesmo intervalo de 2021. Esse volume corresponde a 20,9% dos embarques totais do Brasil em 2022. A Alemanha, com representatividade de 17,9%, importou 4,533 milhões de sacas (-1,9%) e ocupa o segundo lugar na tabela. Na sequência, vêm Bélgica, com a compra de 2,110 milhões de sacas (+14,2%); Itália, com 2,020 milhões (+10,5%); e Japão, com a aquisição de 1,130 milhão de sacas (-28,1%). 

    ALGODÃO: Comercialização da safra 2022/23 atinge 47,34% no Mato Grosso
    A comercialização de algodão da safra 2022/23 do Mato Grosso atingiu 47,34% até 12 de setembro, conforme dados do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (IMEA). No início de agosto, o número era de 43,07%. Em igual período do ano passado, o total negociado envolvia 40,34% da safra estimada. Em relação à temporada 2021/22, o IMEA indica a comercialização de 81,39% da oferta. No mês passado, o índice era de 77,89%. Em igual período do ano passado, o total comprometido era de 82,52%.

    MILHO: Comercialização da safra 22/23 atinge 14,32% no Mato Grosso
    A comercialização de milho da safra 2022/23 do Mato Grosso atingiu 14,32% até 12 de setembro, conforme dados do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (IMEA). No início de agosto, o número era de 11,91%. Em igual período do ano passado, o total negociado envolvia 30,87% da safra estimada. O IMEA indica ainda que 73,65% da safra 2021/22 já está comprometida. Em julho, este número era de 68,2%. Em igual período do ano passado, era de 86,69%.

    SOJA: Comercialização da safra 2021/22 segue atrasada no MT
    A comercialização de soja da safra 2021/22 do Mato Grosso atingiu 85,63% até 12 de setembro, conforme dados do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (IMEA). No relatório de agosto, o número era de 83,93%. Em igual período do ano passado, o total negociado envolvia 94,82% da safra estimada. O IMEA indica ainda que 26,67% da safra 2022/23 está comprometida no estado. Em agosto, o volume representava 25,51%. Em setembro do ano passado, o número era de 39,5%.