John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    John Deere lança o Agro pela Vida 2023

    Movimento criado em 2022 já arrecadou R$ 25 milhões para hospitais em diferentes regiões do país. Expectativa é aumentar o volume de recursos e doações podem ser feitas pela Internet
    Rafael De Marco
    Arquivo
    Arquivo

    Tags:

    Esg

    O movimento Agro pela Vida nasceu em 2022. A ideia surgiu durante as comemorações da produção da colheitadeira de número 100 mil pela John Deere no Brasil, celebrada em Horinzontina, Rio Grande do Sul, no mês de julho. A primeira iniciativa foi doar o valor da venda do equipamento ao Centro Infantil Boldrini, hospital filantrópico referência mundial no tratamento e combate ao câncer infantil, localizado em Campinas, no interior paulista, e para a Associação Beneficente Oswaldo Cruz (ABOCH), em Horizontina.
     
    A campanha não parou por aí. Com o engajamento de concessionários, funcionários, fornecedores e clientes, A John Deere arrecadou um total de R$ 25 milhões, doados a diferentes hospitais espalhados pela Brasil. A Agrishow 2023 marcou o lançamento do segundo ano do Agro pela Vida. E o trabalho, de acordo com Rodrigo Bonato, diretor de marketing da John Deere para América Latina, visa aumentar a arrecadação e as doações.
     
    Para isso, está no ar o site do Agro pela Vida - https://agropelavida.com.br – plataforma na qual é possível saber mais sobre o movimento e fazer doações para hospitais e associações indicados pela John Deere e seus concessionários. “O agro é inspirador. O agro é a vida. Gostaria de pedir que todos se engajem e mostrem para a sociedade que o agro é do bem e que essa corrente vai crescer cada vez mais e mais. E todo esse bem, um dia, volta para a gente”, comenta Bonato.
     
    A iniciativa, que atua em prol do desenvolvimento de pesquisas em hospitais e centros oncológicos infantis, tem um parceiro de peso. O cantor sertanejo Michel Teló. O lançamento da nova fase do Agro pela Vida foi marcado pelo show exclusivo del Teló no estande da John Deere na Agrishow 2023. O artista, que já participou de outras iniciativas filantrópicas da companhia, também doou um violão autografado, que será direcionado ao Boldrini para arrecadar recursos para o centro de pesquisa.
     
    John Deere lança o Agro pela Vida 2023 na Agrishow 1

    Nesta entrevista, o diretor de marketing da John Deere para América Latina explica mais sobre essa ação solidária.
     
    CONECTA: Como fazer a doação para Agro pela Vida?
    RODRIGO BONATO: Lançamos o Agro pela Vida 2023 na Agrishow e doar é simples.  Temos um site no qual a John Deere e seus concessionários indicam hospitais em diferentes regionais do Brasil para que a doação seja feita na própria plataforma on-line. É possível escolher o valor e a forma de pagamento desde cartão de crédito e PIX, entre outras modalidades. Teremos ações conjuntas entre as lojas e a fábrica para buscar mais recursos nessa segunda fase da campanha.
     
    CONECTA: Como John Deere criou um movimento como o Agro pela Vida?
    RODRIGO BONATO: A John Deere tem um foco muito grande em ações sociais e o desejo de retribuir às comunidades em que está presente, contribuindo com o desenvolvimento socioeconômico. Ano passado, celebramos dois grandes marcos da nossa empresa no Brasil. O primeiro foi a produção da colheitadeira de número 100 mil e doamos o valor integral dessa máquina para dois hospitais, um da cidade de Horizontina, onde fica a fabricada, e também para no Centro Boldrini, especializado na pesquisa e tratamento de câncer infantil, localizado em Campinas.
    John Deere lança o Agro pela Vida 2023 na Agrishow 2
    CONECTA: Mas a campanha cresceu e foi além, certo?
    RODRIGO BONATO: Nós criamos essa onda do bem e a batizamos de Agro pela Vida. Foi uma ação que nasceu da John Deere junto à rede de concessionários do Brasil e o engajamento foi fantástico. Contando com diferentes ações dos concessionários junto a clientes, desde leilão de equipamentos à doação em dinheiro, entre outras. Com isso, conseguimos chegar à marca de 25 milhões de reais, que foram doados para diversos hospitais do nosso país.
     
    CONECTA: De onde vem a motivação para investir em ações sociais?
    RODRIGO BONATO: Duas razões nos motivaram a criar a seguir com a campanha do Agro pela Vida. A primeira é contribuir à sociedade, retornando parte sua da rentabilidade em ações solidárias. A John Deere tem grande foco global no sentido de contribuir para um mundo melhor. Outra grande motivação realmente é mostrar que o agro é do bem, que o agro brasileiro não só produz e alimenta, mas faz isso de forma sustentável, com qualidade e solidariedade.
     
    CONECTA: E qual é a repercussão do Agro pela Vida entre as pessoas?
    RODRIGO BONATO: Ações como o Agro pela Vida criam um ciclo do bem. E nesse processo, já encontramos diversas histórias. Por exemplo, fui fazer a entrega de um trator no hospital do câncer de Cuiabá. Por coincidência, naquele momento tocou um sino. E me explicaram que a cada pessoa salva, o sino bate essa pessoa agradece a vida nova conquistada após o tratamento. Perguntei: posso conhecer essa pessoa? E fui. Encontrei uma senhora extremamente grata pelo tratamento recebido. E ela me falou: “Eu vi um trator da John Deere lá fora e fiquei emocionada porque eu sou cliente de vocês e vê-los aqui, ajudando no tratamento e apoiando o hospital do câncer me deixou muito feliz”.
     
    CONECTA: Qual o potencial de crescimento do Agro pela Vida?
    RODRIGO BONATO: O engajamento, não só da nossa rede de concessionários, mas dos nossos clientes, fornecedores e parceiros, foi algo que realmente me deixou muito feliz, mas não surpreso. Porque o agro é do bem e essas pessoas se importam. Por isso estamos na segunda fase do Agro Pela Vida e convido mais empresas a participar, porque essa não é uma ação da John Deere. Não tem a marca John Deere na campanha do Agro pela Vida. Por isso, espero que outras empresas se juntem a nós nessa grande causa, que é não só apoiar os hospitais do nosso país, mas apoiar a nossa agricultura, mostrando que ela é do bem, sustentável, responsável e solidária. E, juntos, continuaremos sendo assim.