NOTÍCIAS DE HOJE – 03/12/2021

Veja algumas notícias preparadas pela equipe do SAFRAS & MERCADO por meio da Agência SAFRAS

Agricultura

img-news
CAFÉ: Londres fecha em alta acompanhando NY
A Bolsa Internacional de Finanças e Futuros de Londres (ICE Futures Europa) para o café robusta encerrou as operações desta quinta-feira com preços acentuadamente mais altos. Os preços subiram acompanhando a valorização do arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US). A apreensão com a oferta global, com as preocupações com a safra de 2022 do Brasil, e especialmente agora com as dificuldades logísticas, com falta de contêineres, atrapalhando os embarques de países como Brasil e Vietnã, garante suporte às cotações. Os contratos para entrega em janeiro/2022 fecharam o dia a US$ 2.386 a tonelada, com alta de US$ 51, ou de 2,2%. A posição março/2022 fechou a US$ 2.298 a tonelada, ganho de US$ 33, ou de 1,4%. 

AÇÚCAR REFINADO: Londres fecha sessão com cotações em alta
A ICE Futures Europe (Bolsa de Londres) para o açúcar refinado fechou as operações com cotações mais altas. Os contratos com entrega em março/20221 fecharam a US$ 486,90 por tonelada, alta de US$ 2,20 a tonelada (+0,45%) na comparação ao fechamento anterior. Maio/2022 fechou a US$ 485,30 por tonelada, ganho de US$ 2,90 a tonelada (+0,6%).

ALGODÃO: Beneficiamento da safra do Brasil chega a 96%
A Abrapa estimou que o beneficiamento da safra 2020/21 de algodão no Brasil chegou a 96% no dia 2 de dezembro, ante 95% na semana anterior. O Mato Grosso tinha 97% da safra beneficiada; Bahia, 94%; Goiás, 100%; Minas Gerais, 100%; Mato Grosso do Sul, 100%; Maranhão, 76%; Piauí, 100%; São Paulo, 100%; Tocantins, 94%; e Paraná, 100%. As informações são da Abrapa.

CARNES: Estado alemão da Turíngia relata primeiro caso de gripe aviária
O estado alemão da Turíngia disse na sexta-feira que detectou o primeiro caso de gripe aviária neste inverno em uma granja avícola. Conforme informações da Agência Reuters, a fazenda, no distrito de Altenburger Land, foi imediatamente fechada, disse o Ministério do Trabalho do Estado em um comunicado, acrescentando: "As aves que ainda estiverem vivas serão mortas".

CARNES: Bulgária relata surto de gripe aviária em fazenda industrial
Autoridades veterinárias búlgaras abaterão mais de 80.000 frangos no vilarejo de Tsalapitsa, no sul, depois que um surto de gripe aviária foi confirmado em uma fazenda industrial lá, disse a Agência de Segurança Alimentar na sexta-feira. A Agência disse que também encontrou a doença altamente contagiosa em uma fazenda de quintal na mesma vila e em uma fazenda de quintal em uma vila próxima de Varvara e que abateria cerca de 100 galinhas lá. Conforme a Agência Reuters, as fazendas foram atingidas pela influenza aviária tipo A, altamente patogênica.



CAFÉ: Ação da BSCA pode gerar US$ 7,3 milhões em negócios no Japão

A "Nação do Café" voltou a promover, presencialmente, a pluralidade da cafeicultura nacional em Tóquio, no Japão, de 17 a 19 de novembro, na SCAJ World Specialty Coffee Conference and Exhibition 2021, principal feira do segmento na Ásia. Como ação do projeto setorial "Brazil. The Coffee Nation", desenvolvido pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o país contou com estande no evento e realizou sessão de cupping, eventos virtuais e negócios. As informações partem da assessoria de comunicação da BSCA. 

Com a flexibilização dos protocolos sanitários referentes à Covid-19, o retorno à Terra do Sol Nascente é simbólico, pois foi onde, em 2019, antes da pandemia, o Brasil apresentou a nova identidade visual de seus cafés especiais, expondo diversidade, micro e nanolotes, frutos exóticos e com qualidade elevada, cultivados nas 33 origens produtoras e detentores de pontuações muito altas nas provas de classificação. "Neste ano, em um seminar room, fizemos considerações sobre a safra 2021, o que esperar para a colheita futura e os trabalhos da BSCA, que focam, entre outros pontos, na promoção da eficiência da cadeia produtiva nacional, com cafeicultores de todos os tamanhos, que são pessoas especiais, produzindo cafés especiais, os quais, com paixão e amor à terra, ao meio ambiente e ao social, escrevem sua história e a compartilham com todo o mundo através de seus produtos", explica Vanusia Nogueira, diretora da entidade. 

Para destacar esses cafés e produtores, foi realizada a sessão de cupping "Taste of the Harvest", que disponibilizou 31 amostras de associados à BSCA para degustação de 50 importantes empresas compradoras do Japão. A atividade rendeu US$ 590 mil em negócios presencialmente e o prognóstico para a concretização de mais US$ 6,7 milhões nos próximos 12 meses. Se confirmadas as estimativas, as empresas brasileiras fecharão aproximadamente US$ 7,3 milhões através de mais esta ação do projeto "Brasil. A Nação do Café". 



AÇÚCAR: Indicador de preços da FAO sobe 1,4% em novembro

O indicador de preços globais do açúcar da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) somou 120,70 pontos em novembro, alta de 1,6 ponto, ou 1,4%, contra outubro, revertendo a maior parte das perdas de outubro e atingindo um nível cerca de 40% acima do registrado um ano antes. Conforme a FAO, "a recuperação nos preços do açúcar em novembro foi impulsionada principalmente pela alta nos preços do etanol, fator que estimulou uma maior destinação da cana para a produção do biocombustível no Brasil, maior exportador global de açúcar". Sustentação adicional aos preços do açúcar veio do fortalecimento da demanda importadora global a partir de uma queda nos valores dos fretes marítimos. No entanto, os ganhos foram contidos por um crescimento nos embarques da India e por um cenário promissor para as exportações da Tailândia.


CLIMA: Próximos dias terão pouca chuva e temperaturas elevadas no RS

Nos próximos sete dias, há previsão de pouca chuva na maior parte do Rio Grande do Sul, de acordo com o Boletim Integrado Agrometeorológico 48/2021, elaborado pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), a Emater/RS-Ascar e o Irga. Até o sábado (4/12), a presença de uma massa de ar seco manterá o tempo firme, com sol e nebulosidade variável e temperaturas elevadas durante o dia, com valores acima de 30oC em diversas regiões. No domingo (5), o ingresso de ar quente favorecerá a elevação da temperatura; a combinação de umidade e calor provocará pancadas de chuva e trovoadas isoladas na maioria das regiões, especialmente nas faixas Norte e Nordeste. Entre segunda (6) e quarta-feira (8), o calor aumentará e as temperaturas deverão superar 35oC em grande parte do Estado, com possibilidade de pancadas de chuva, típicas de verão, principalmente nos setores Leste e Nordeste. Os volumes esperados deverão ser inferiores a 10 mm na maioria das localidades do Rio Grande do Sul. Nas faixas Leste e Norte, os totais deverão oscilar entre 15 e 20 mm, podendo alcançar 35 mm em municípios da Serra do Nordeste e Campos de Cima da Serra. Com informações da assessoria de comunicação social da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul.


BIOCOMBUSTIVEIS: Relator pede repasse de 80% dos CBios a produtor/biomassa

O deputado José Mário Schreiner (DEM-GO), relator do projeto de lei que muda regras do RenovaBio, propôs que as usinas produtoras de biocombustíveis sejam obrigadas a repassar aos produtores de biomassa 80% do valor dos Créditos de Descarbonização (CBios) gerados com origem na matéria-prima fornecida por eles. Os CBios são gerados assim que as usinas comprovam a venda do biocombustível a um distribuidor ou posto, e negociados na B3, em mercado de balcão, através de corretoras. 

A lei que instituiu o RenovaBio não criou a obrigatoriedade para que as usinas pagassem algo aos seus fornecedores de matéria-prima, o que sempre foi alvo de crítica dos produtores rurais. O PL 3149/20, proposto pelo deputado Efraim Filho (DEM/PB) atende a essa reivindicação. Com a mudança proposta pelo relator, o fornecedor da matéria-prima precisará ser elegível para receber o repasse a que tem direito, ou seja, ele terá que cumprir com os requisitos do programa, como não ter realizado desmatamento na área produtora após 2018. 

Os produtores que tiverem seus dados primários (que passam por auditoria) cadastrados no programa poderão receber o repasse de 80%, e os que tiverem cadastrados com dados padrão do programa (pré-determinados) receberão 50% dos CBios. O dispositivo permite a possibilidade de que o fornecedor possa ceder à usina de biocombustível seu direito de receber os CBios por um valor pactuado entre as partes. 

A proposta do relator também submete o produtor rural a mesmo regime tributário dos produtores de biocombustível, impondo uma alíquota de 15% de imposto de renda sobre a receita dos CBios. O parecer ao projeto de lei 3149/20 foi apresentado pelo deputado na Comissão de Agricultura da Câmara e agradou as lideranças do Nordeste. "O setor canavieiro queria mais, mas está de bom tamanho, já que algumas usinas não queriam pagar e outras estavam impondo o que queriam", disse Alexandre Andrade Lima, presidente da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana). 

O dirigente ressaltou que a proposta reflete a pressão do conjunto de lideranças do setor privado, como também da Organização de Associações de Produtores de Cana do Brasil (Orplana), da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) e da Comissão de Cana de Açúcar da Confederação da Agricultura e da Pecuária do Brasil (CNA). O parecer segue agora para votação na Comissão. Se aprovada, será analisada por mais comissões antes da votação no plenário da Câmara dos Deputados. As informações partem do Valor Econômico.


ALGODÃO: Semeadura no Brasil atinge 2,9% da área, estima Abrapa

A Abrapa informou o progresso da semeadura da safra 2021/22 de algodão no Brasil até quinta-feira (2). A Bahia tinha plantado 12% da área; Goiás, 17%; Mato Grosso do Sul, 4%; e Paraná, 70%. A média do Brasil era de 2,9% da área plantada.

logo