NOTÍCIAS DE HOJE – 07/12/2021

Veja algumas notícias preparadas pela equipe do SAFRAS & MERCADO por meio da Agência SAFRAS

Agricultura

img-news
ALGODÃO: Mato Grosso exporta 1,24 milhões de toneladas no acumulado do ano

O volume de algodão brasileiro enviado ao exterior (jan. a nov.) é 0,51% menor que o do mesmo período do ano passado, devido ao atraso na colheita da fibra, a falta de contêiner, a menor disponibilidade de navios e, no último mês, a paralisação dos caminhoneiros que atuam no porto de Santos - que perdurou durante sete dias. Em relação aos estados, Mato Grosso foi responsável por 71,09% dos envios nacionais neste ano, escoando 1,24 milhão de tonelada, aumento de 7,57% em relação ao volume observado no mesmo período de 2020. No entanto, é importante destacar que o recorde no acumulado do ano só foi possível devido ao grande volume exportado no primeiro semestre de 2021, o que não é a realidade apresentada neste segundo semestre - envios abaixo do observado em 2020. Por fim, vale ressaltar que, o menor ritmo nas exportações já era aguardado para a temporada, devido ao corte na produção da safra 20/21 no Brasil. As informações constam no Boletim Semanal do Imea - Instituto Mato-grossense de Economia Agrícola.


AÇÚCAR REFINADO: Londres fecha sessão com cotações em alta

A ICE Futures Europe (Bolsa de Londres) para o açúcar refinado fechou as operações com cotações mais altas. Os contratos com entrega em março/20221 fecharam a US$ 505,60 por tonelada, alta de US$ 9,00 a tonelada (+1,81%) na comparação ao fechamento anterior. Maio/2022 fechou a US$ 501,20 por tonelada, ganho de US$ 8,20 a tonelada (+1,66%).


ETANOL: Por Covid, EPA deve reduzir mandatos de mistura nos Estados Unidos

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês) estabelecerá ainda hoje mandatos com volumes reduzidos para mistura de etanol à gasolina, dando como justificativa o impacto da pandemia de Covid-19 na demanda de combustíveis, e rejeitará um número significativo de pedidos de isenção por parte de pequenas refinarias de petróleo. Os mandatos para o etanol ficarão em torno de 12,6 bilhões de galões para 2020, 13,8 bilhões para 2021 e 15 bilhões para 2022, de acordo com fontes familiarizadas com o assunto.


CAFÉ: Londres fecha em baixa com realização, seguindo arábica em NY

A Bolsa Internacional de Finanças e Futuros de Londres (ICE Futures Europa) para o café robusta encerrou as operações desta terça-feira com preços mais baixos. Os preços do robusta caíram no mercado londrino em dia de correção técnica. A sessão foi volátil e Londres teve ganhos em grande parte do pregão, acompanhando o arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) e o petróleo. Mas, o arábica em NY reverteu diante de ajustes técnicos e realização de lucros e o robusta em Londres seguiu esse movimento. 

A Organização Internacional do Café (OIC) divulgou seu relatório mensal de acompanhamento do mercado. Segundo a OIC, a produção global de café no ano-safra 2020/21 (outubro-setembro) totalizou 169,641 milhões de sacas de 60 quilos, alta de 0,4% na comparação com 2019/20 (168,000 milhões de sacas), e ante as 169,635 milhões de sacas apontadas em novembro. A produção mundial de café arábica atingiu 99,268 milhões de sacas em 2020/21 (+2,3%). 

Por outro lado, a safra de robusta caiu 2,2%, totalizando 70,375 milhões de sacas. Já o consumo global de café em 2020/21, segundo OIC, atingiu 167,670 milhões de sacas, com alta anual de 1,9% (164,528 milhões de sacas em 2019/20). Em novembro, a estimativa para a demanda global de café em 2020/21 era de 167,148 milhões de sacas. Com isso, o mercado global de café teve superávit entre a oferta e a demanda na ordem de 1,971 milhão de sacas em 2020/21, após um excedente de 4,472 milhões de sacas observado em 2019/20. Em novembro, a OIC estava apontando um excedente de 2,487 milhões de sacas para 2020/21. Os contratos para entrega em janeiro/2022 fecharam o dia a US$ 2.387 a tonelada, com queda de US$ 33, ou de 1,4%. A posição março/2022 fechou a US$ 2.273 a tonelada, com baixa de US$ 42, ou de 1,8%.


EMPRESAS: Jalles machado encerra safra 2021/22 com moagem de cana recorde

A Jalles Machado encerrou a safra 2021/22 em suas duas plantas industriais, Unidade Jalles Machado (UJM) e Unidade Otávio Lage (UOL). Foram processadas 5,4 milhões toneladas de cana-de-açúcar, sendo 3,013 milhões de toneladas na UJM e 2,344 milhões na UOL. Esta é a maior safra da história da Jalles Machado. O volume total de moagem foi 1,2% acima da safra anterior, 2020/21 de 5,2 milhões de toneladas. A produtividade (TCH) média da safra 2021/22 foi de 93,4 toneladas por hectare, com ATR médio de 138,0 kg/t. Foram produzidos 240,7 milhões de litros de etanol; 316,3 mil toneladas de açúcar e 2,7 mil toneladas de levedura. A tabela a seguir demonstra o resumo de produção de açúcar e etanol da safra 2021/22 comparada à safra 2020/21: O diretor-presidente, Otávio Lage de Siqueira Filho, agradeceu a todos pelos resultados alcançados. "Obrigado aos nossos acionistas que acreditam na empresa, a todos os parceiros que nos apoiam e, especialmente, a cada colaborador, que fez o seu melhor durante este ano, superando desafios, dedicando-se, e hoje podemos comemorar essa grande conquista, a maior safra da história da Jalles Machado", ressaltou.


GRÃOS: Área plantada na Rússia deve aumentar para 81,2 milhões de hectares em 2022

A área plantada de grãos na safra 2022 deve ser estendida para 81,2 milhões de hectares na Rússia. Será um aumento de mais de 2 milhões de hectares em relação ao resultado do ano corrente, estimado pela Rosstat em 79,9 milhões de hectares, informou a assessoria de imprensa do Ministério da Agricultura da Rússia. A produção de grãos é estimada em 126,6 milhões de toneladas, incluindo cerca de 79 milhões de toneladas de trigo. "O crescimento da produção em 2022 será estimulado pela extensão das áreas plantadas com grãos de primavera, beterraba sacarina, trigo, soja e batata", acrescentou o Ministério. Desde o início do ano, os agricultores russos compraram mais de 4,3 milhões de toneladas de fertilizantes minerais, um aumento de 537 mil toneladas em comparação com o ano anterior.


SOJA: USDA estima safra 2021/22 da India em 11,88 milhões de toneladas

A produção de soja da India está estimada em 11,88 milhões de toneladas no ano comercial 2021/22 (que inicia em outubro de 2021), ante 10,45 milhões de toneladas no período anterior. As informações são do Gain Report, do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). A área está prevista em 12,2 milhões de hectares, ante 11,8 milhões no período anterior. O consumo doméstico deve atingir 11,9 milhões de toneladas, ante 11 milhões de toneladas em 2020/2021. Os estoques finais foram previstos em 570 mil toneladas para 2021/2022, ante 440 mil na temporada anterior.

logo