NOTÍCIAS DE HOJE – 09/11/2021

Veja algumas notícias preparadas pela equipe do SAFRAS & MERCADO por meio da Agência SAFRAS

Agricultura

img-news

AÇÚCAR REFINADO: Londres fecha com cotações em leve alta

A ICE Futures Europe (Bolsa de Londres) para o açúcar refinado fechou as operações com cotações em leve alta. Os contratos com entrega em dezembro/2021 fecharam a US$ 514,50 por tonelada, alta de US$ 0,50 por tonelada (+0,09%) na comparação ao fechamento anterior. Março/2022 fechou a US$ 511,90 por tonelada, alta de US$ 1,70 a tonelada (+0,33%). Conforme operadores ouvidos pela Reuters, o contrato dezembro deve expirar com entregas físicas de cerca de 500 mil toneladas, ante as 618.300 toneladas registradas no vencimento de dezembro/2020. O último dia de negociação para a primeira posição será na próxima segunda-feira, dia 15 de novembro.

 

MILHO: Conab indica plantio da 1a safra 2021/22 em 54,4% da área no Brasil

O plantio de milho 1a safra 2021/22 avançou para 54,4% da área estimada no Brasil, conforme levantamento semanal da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com dados recolhidos até 6 de novembro. Na semana anterior, a semeadura estava em 44,3%. Em igual período do ano passado, o número era de 53,1%.

 

ARROZ: USDA prevê safra mundial 2021/22 em 511,72 milhões toneladas de beneficiado

O relatório de novembro de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), divulgado nesta terça-feira (9), estimou a produção mundial de arroz beneficiado em 511,72 milhões de toneladas para 2021/22, ante 510,70 milhões no mês anterior. Para 2020/21, foi estimada safra de 507,30 milhões de toneladas. As exportações mundiais de arroz beneficiado foram estimadas em 49,66 milhões de toneladas para 2021/22, ante 49,72 milhões no mês passado. A estimativa para o consumo é de 511,27 milhões de toneladas de beneficiado para 2021/22, ante 512,31 milhões de toneladas indicadas no mês anterior. Baseado nas estimativas de produção, exportação e consumo, os estoques finais mundiais de arroz beneficiado na temporada 2021/22 foram previstos em 187,94 milhões de toneladas, ante 183,63 milhões de toneladas no relatório passado. Para 2020/21, foram estimados estoques de 187,49 milhões de toneladas. A India deverá produzir 125 milhões de toneladas beneficiadas em 2021/22; a Tailândia, 19,5 milhões; e o Vietnã, 27,1 milhões. A safra brasileira está estimada em 8,02 milhões de toneladas de beneficiado. A safra da Indonésia está projetada em 35,35 milhões de toneladas. A produção chinesa está estimada em 149 milhões de toneladas.

 

SOJA: Conab indica plantio em 67,3% para 2021/22

O plantio da soja avançou para 67,3% da área estimada para a temporada 2021/22 do Brasil, conforme levantamento semanal da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com dados recolhidos até 6 de novembro. Na semana anterior, a semeadura estava em 53,5%. Em igual período do ano passado, o número era de 55,1

 

MERCADO EUROPA: Bolsas fecham em queda com preocupações por inflação

Os principais índices do mercado de ações europeu fecharam em queda, em sua maioria, refletindo preocupações com a aceleração da inflação global, e após dados econômicos na região e nos Estados Unidos. "A Europa tem mais um dia de digestão das fortes altas anteriores, nada de especial", disse o analista do Serenity Markets, José Luis Cárpatos, citando que em Wall Street as ações operam em queda. O índice de preços ao produtor dos Estados Unidos de outubro subiu 0,6% em base mensal, em linha com a estimativa dos analistas. Ainda assim, os preços no atacado saltaram 8,6% em outubro em relação ao ano anterior, o ritmo anual mais acelerado já registrado em quase 11 anos. Os investidores aguardam a divulgação de outra leitura importante de inflação amanhã, o índice de preços ao consumidor de outubro, enquanto o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) defende que o recente avanço nos preços é transitório. "Muitos outros estão dizendo que não há crise de gargalos, mas simplesmente problemas de transporte marítimo que serão resolvidos em breve. Não está claro se essa teoria está correta", disse Cárpatos. Entre os dados na Europa, as exportações alemãs voltaram a ser piores do que o esperado, com queda de 0,7%, quando era esperada estabilidade, destacou o analista. Já o índice Zew de confiança dos analistas financeiros e investidores na economia da Alemanha subiu 9,4 pontos em outubro ante o mês anterior, para 31,7 pontos. As informações são da Agência CMA.

 

SOJA: USDA Surpreende e janeiro sobe mais de 2% em Chicago

A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o complexo soja opera com preços significativamente mais altos no meio-pregão de hoje. O mercado é impulsionado pelo relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que surpreendeu analistas ao cortar sua estimativa para a safra de soja dos Estados Unidos em 2021/22. O USDA indicou que a safra norte americana de soja deverá ficar em 4,425 bilhões de bushels em 2021/22, o equivalente a 120,43 milhões de toneladas. O mercado esperava safra de 4,480 bilhões ou 121,92 milhões. Em outubro, a indicação era de 4,448 bilhões de bushels ou 121,05 milhões de toneladas. A produtividade foi cortada de 51,5 bushels por acre para 51,2 bushels, enquanto o mercado estimava 51,9 bushels por acre. Os estoques finais estão projetados em 340 milhões de bushels ou 9,25 milhões de toneladas. O mercado apostava em carryover de 360 milhões ou 9,78 milhões de toneladas. No mês passado, os estoques finais estavam estimados em 320 milhões de bushels ou 8,7 milhões de toneladas. A posição janeiro de 2022 era cotada a US$ 12,16 por bushel, ganho de 27,50 centavos de dólar por bushel, ou 2,31%. A posição março de 2022 era cotada a US$ 12,28 1/4 por bushel, alta de 27,50 centavos de dólar por bushel, ou 2,29%. No farelo, janeiro de 2022 tinha preço de US$ 338,10 por tonelada, elevação de US$ 9,70 por tonelada ou 2,95%. Já a posição janeiro de 2022 do óleo era cotada a 58,31 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 0,42 centavos de dólar por libra-peso ou 0,72%.

 

 

logo