Oferta e margens limitam exportação da soja brasileira

Falta de chuvas no final do ciclo foi determinante para a redução da produtividade em 2021/22, o que limitará a demanda pelo grão durante 2022

Agricultura

img-news
A safra brasileira de soja alcançará 126 milhões de toneladas, uma redução de 12 milhões de toneladas se comparada a safra 2020/21. A falta de chuvas no final do ciclo da soja, impactada pela ocorrência do La Niña, foi determinante para a redução da produtividade em 2021/22, o que limitará a demanda pelo grão durante 2022. 

A elevação das cotações da soja em Chicago desde o início de 2021 vem impactando negativamente as margens de esmagamento na China. Associado a este cenário, as perdas ocasionadas pelo La Niña na safra brasileira de soja reduzirão as exportações da soja em grão em 10 milhões de toneladas durante o ciclo 2021/22. 

No acumulado de janeiro a maio de 2022, as exportações de soja indicam uma redução de 7% em relação ao mesmo período do ano passado. A estimativa é que as exportações de soja em 2022 devam alcançar 76 milhões de toneladas. 

ESMAGAMENTO
O esmagamento de soja no Brasil deverá aumentar 1,5% e alcançar patamares recordes. A estimativa é que o volume esmagado atinja 48,8 milhões de toneladas. 

O conflito entre Rússia e Ucrânia reduziram a disponibilidade de óleo de girassol no mercado internacional, o que favoreceu os preços de outros óleos vegetais, entre eles o óleo de soja. Além disso, o governo da Argentina anunciou, no início de 2022, o aumento do imposto para as exportações do complexo da soja, o que vem favorecendo as exportações brasileiras de farelo e óleo de soja durante a temporada 2021/22. 

ESTADOS UNIDOS
Nos EUA, impulsionado pela alta das principais commodities agrícolas e a consequente competição pela área plantada, espera-se uma retomada do aumento da área plantada de soja e sugerem uma produção recorde em 2022/23 de cerca de 126 milhões de toneladas, 5% superior ao observado no ciclo anterior. 

Mesmo considerando uma redução das exportações, os estoques da soja no Brasil ao final de 2022 devem permanecer em níveis baixos, o que deve favorecer os preços da soja em grão. Para a safra brasileira 2022/23, o Rabobank estima um aumento de área de 4,5% impulsionado por preços e margens positivas.

logo