John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    Plano Safra 2023/24 vai focar em sustentabilidade

    Ministérios da Agricultura e Pecuária, do Meio Ambiente e Mudança do Clima e do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar traçam as diretrizes do novo plano, que deve ser lançado entre maio e junho
    Rafael De Marco
    Crédito: Arquivo
    Crédito: Arquivo

    Tags:

    Carbono

    Notícias

    Sustentabilidade

    Apoio ao produtor, à sustentabilidade no campo e à agricultura de baixo carbono. Os ministérios da Agricultura e Pecuária (Mapa), do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA) e do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) estão elaborando em conjunto as diretrizes do Plano Safra 2023/24, que terá como orientação principal a produção sustentável de alimentos.

    O novo Plano Safra deve ser lançado entre os meses de maio e junho e atenderá diferentes categorias de produtores rurais nos mais diversos segmentos.

    O tema foi debatido pelos ministros Carlos Fávaro, Marina Silva e Paulo Teixeira, em reunião na sede do Mapa. Fávaro explicou que o Plano Setorial para Adaptação à Mudança do Clima e Baixa Emissão de Carbono na Agropecuária, conhecido como Plano ABC+, será o indutor das políticas agrícolas brasileiras, voltadas para a agropecuária de baixo carbono. “Estamos com as nossas equipes definindo critérios, incentivos e oportunidades para que tenhamos uma agropecuária voltada à produção com baixa emissão de carbono”, disse.

    AGRICULTURA REGENERATIVA
    Segundo Fávaro, o novo Plano Safra terá um capítulo importante com diretrizes para o financiamento de atividades de agrofloresta e extrativismo. De acordo com a ministra Marina Silva, o objetivo é que o Plano Safra seja a base da transição para a agricultura de baixo carbono. O ministro Paulo Teixeira disse que o Plano Safra deve incentivar a transição para uma agricultura regenerativa.

    Com informações da Agência Safras