John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    VOCÊ CONECTADO: Fique ligado nas notícias do dia (11/12)

    Conecta traz um resumo dos principais fatos e acontecimentos que impactam o agronegócio no Brasil e no mundo para que o produtor rural termine o dia bem informado
    Rafael De Marco
    Arquivo
    Arquivo

    Tags:

    Agronegócio

    CAFÉ: Embarques brasileiros de dezembro estão em 1,299 mi scs

    As exportações brasileiras de café em grão em dezembro de 2023 estão no acumulado de 6 dias úteis em 1.298.752 sacas de 60 quilos (média diária de 216.458 sacas), com receita chegando a US$ 248,030 milhões (média diária de US$ 41,338 milhões), e preço médio de US$ 190,97 a saca. A receita média diária obtida com as exportações de café em grão em dezembro é 30,6% maior no comparativo com a média diária de dezembro de 2022, que foi de US$ 31,660 milhões. Já o volume médio diário embarcado é 56,9% maior que o de dezembro de 2022, que tinha o registro de 137.955 sacas diárias de média. O preço médio, por sua vez, recuou 16,8%. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior.

     

    CARNE SUINA: Exportações atingem 30,146 mil toneladas em dezembro

    As exportações de carne suína "in natura" do Brasil renderam US$ 66,811 milhões em dezembro (6 dias úteis), com média diária de US$ 11,135 milhões. A quantidade total exportada pelo país no período chegou a 30,146 mil toneladas, com média diária de 5,024 mil toneladas. O preço médio ficou em US$ 2.216,20. Em relação a dezembro de 2022, houve alta de 3,6% no valor médio diário, ganho de 19,4% na quantidade média diária e queda de 13,3% no preço médio. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

     

    AVES: Exportação atinge 151,555 mil toneladas em dezembro

    As exportações de carne de aves e suas miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas do Brasil renderam US$ 265,740 milhões em dezembro (6 dias úteis), com média diária de US$ 44,290 milhões. A quantidade total exportada pelo país chegou a 151,555 mil toneladas, com média diária de 25,259 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 1.753,40. Em relação a dezembro de 2022, houve alta de 37,3% no valor médio diário, avanço de 57,1% na quantidade média diária e recuo de 12,6% no preço médio. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

     

    ALGODÃO: Brasil exporta 91,138 mil toneladas em novembro

    As exportações brasileiras de algodão somaram 91,138 mil toneladas em dezembro (6 dias úteis), com média diária de 15.189 toneladas. A receita com as vendas ao exterior totalizou US$ 177,130 milhões, com média de US$ 29,521 milhões. As informações são do Ministério da Economia. Em relação à igual período do ano anterior, houve avanço de 90,2% no volume diário exportado (7,987 mil toneladas diárias em dezembro de 2022). Já a receita diária teve acréscimo de 94,7% (US$ 15,162 milhões diários em dezembro de 2022.

     

    CARNE BOVINA: Exportação atinge 64,877 mil toneladas em dezembro

    As exportações de carne bovina fresca, congelada ou refrigerada do Brasil renderam US$ 297,814 milhões em dezembro (6 dias úteis), com média diária de US$ 49,635 milhões. A quantidade total exportada pelo país chegou a 64,877 mil toneladas, com média diária de 10,812 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 4.590,40. Em relação a dezembro de 2022, houve alta de 44,4% no valor médio diário da exportação, ganho de 55,7% na quantidade média diária exportada e desvalorização de 7,3% no preço médio. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

     

    MILHO: Exportações somam 2,001 milhões de toneladas em dezembro

    As exportações de milho do Brasil apresentaram receita de US$ 456,691 milhões em dezembro (6 dias úteis), com média diária de US$ 76,115 milhões. A quantidade total de milho exportada pelo país ficou em 2,001 milhões de toneladas, com média de 333,632 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 228,10. Em relação a dezembro de 2022, houve queda de 7,5% no valor médio diário da exportação, aumento de 17,5% na quantidade média diária exportada e desvalorização de 21,5% no preço médio. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

     

    ECONOMIA: Balança tem superávit de US$ 3,814 bi até 2 semana de dezembro

    Na 2 semana de dezembro de 2023, a balança comercial registrou superávit de US$ 2,928 bilhões e corrente de comércio de US$ 12,339 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 7,634 bilhões e importações de US$ 4,705 bilhões. No mês, as exportações somam US$ 9,498 bilhões e as importações, US$ 5,684 bilhões, com saldo positivo de US$ 3,814 bilhões e corrente de comércio de US$ 15,182 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 320,281 bilhões e as importações, US$ 226,985 bilhões, com saldo positivo de US$ 93,296 bilhões e corrente de comércio de US$ 547,266 bilhões. As informações são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços.

     

    AÇÚCAR: Exportação chega a 880 mil toneladas em dezembro

    A receita diária média obtida com as exportações brasileiras de açúcar e outros melaços atinge US$ 78,793 milhões em dezembro, com seis dias úteis, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Já o volume médio diário de exportações chega a 146,732 mil toneladas no mês. Foram exportadas 880.391 toneladas de açúcar em dezembro, com receita de US$ 472,759 mil, a um preço médio de US$ 537,00 por tonelada. Na comparação com a média diária de dezembro de 2022, de US$ 43,361 milhões, há alta de 81,7% no valor obtido diariamente pelas exportações de açúcar em dezembro de 2023. Em volume, há alta de 46,5% ante as 100,163 mil toneladas diariamente embarcadas em dezembro de 2022. Já o preço médio subiu 24%, ante os US$ 432,90 por tonelada verificados em dezembro de 2022.

     

    SOJA: Exportações do Brasil somam 1,192 milhão de toneladas em dezembro

    As exportações de soja em grão do Brasil renderam US$ 621,604 milhões em dezembro (6 dias úteis), com média diária de US$ 103,601 milhões. A quantidade total exportada pelo país no período chegou a 1,192 milhão de toneladas, com média diária de 198,829 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 521,10. Na comparação com dezembro de 2022, houve alta de 90,3% na receita média diária e de 125,9% no volume. O preço caiu 15,8%. Os dados são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

     

    MILHO: Oferta dos EUA em 2023/24 deve atingir 422,15 milhões de toneladas

    A oferta total de milho dos Estados Unidos pode atingir 422,15 milhões de toneladas na temporada 2023/24, segundo estimativas de SAFRAS & Mercado, tendo como base dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O número fica acima das 384,3 milhões de toneladas registradas na temporada 2022/23. Os Estados Unidos deverão cultivar uma área de 94,9 milhões de acres em 2023/24, superior à registrada na safra 2022/23, de 88,6 milhões de acres. Já a área a ser colhida está prevista em 87,1 milhões de acres na temporada 2023/24, também maior frente aos 79,2 milhões de acres colhidos na safra 2022/23. A produção estadunidense em 2023/24 deve ser de 386,94 milhões de toneladas, superando as 348,4 milhões de toneladas colhidas na temporada anterior (2022/23). O consumo de milho nos Estados Unidos na safra 2022/23 é projetado em 368,05 milhões de toneladas, superando as 349,7 milhões de toneladas demandadas na temporada 2022/23.

     

    TRIGO: Planícies do Norte dos EUA tem temperatura acima da média para época do ano

    O clima permanece relativamente seco nas Planícies do Sul dos Estados Unidos. Ainda assim, algumas chuvas nos últimos meses aliviaram as condições de seca. Ainda há camadas de neve sobre as lavouras das Dakotas e de Montana. Nas Planícies do Norte, as temperaturas estão mais quentes do que o normal para a época do ano. No Noroeste Pacífico, um rio atmosférico levou chuvas e neve ao Oregon e a Washington, com novas previsões para os dois estados, mais Idaho e o noroeste de Montana. As informações são do relatório semanal de preços da U.S. Wheat Associates.

     

    MILHO: Europa deve produzir 60,1 milhões de toneladas em 2023/24

    A produção de milho da Europa deve atingir 60,1 milhões de toneladas na safra 2023/24, segundo informações de SAFRAS & Mercado com base em dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. Se confirmado, esse volume ficará acima das 52,4 milhões de toneladas registradas na temporada 2022/23. A oferta total de milho na safra 2023/24 deve atingir 91,83 milhões de toneladas, superando as 86,94 milhões de toneladas disponibilizadas na temporada 2022/23. O consumo de milho na temporada 2023/24 deve somar 80,2 milhões de toneladas, acima das 75,50 milhões de toneladas demandadas na safra 2022/23. A importação de milho pela Europa na temporada 2023/24 deve chegar a 24,5 milhões de toneladas, volume acima das 23,15 milhões de toneladas adquiridas na safra 2022/23.

     

    AGRONEGÓCIO: Mapa fortalece parcerias internacionais durante COP28

    Durante a Conferência das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (COP 28), o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) tem avançado significativamente em parcerias de alcance global. No sábado (9), em Dubai, o secretário de Comércio e Relações Internacionais, Roberto Perosa, liderou importantes reuniões representando o Mapa. Em um encontro com Martien van Nieuwkoop, diretor global de Agricultura e Alimentos do Banco Mundial, foram discutidos detalhes do programa de conversão de pastagens degradadas. O secretário enfatizou a importância do recente decreto presidencial que estrutura o programa e estabelece um comitê gestor interministerial. Durante a conversa, Nieuwkoop manifestou interesse em estabelecer uma linha de crédito em parceria com o Banco do Brasil para projetos de descarbonização, incluindo a conversão de pastagens e se prontificou a colaborar na criação de um mecanismo financeiro para atrair investidores privados. Em uma outra reunião com representantes da Syngenta, empresa referência mundial em tecnologias agrícolas, Perosa apresentou o decreto que institui o programa e o comitê gestor, fortalecendo os laços com a empresa, que demonstrou interesse em ampliar sua participação no programa de conversão de pastagens degradadas.

     

    MILHO: Consumo na China em 2023/24 deve atingir 304 milhões de toneladas

    O consumo de milho na China deverá chegar a 304 milhões de toneladas na China na safra 2023/24, segundo informações divulgadas por SAFRAS & Mercado com base em dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. O volume fica acima das 299 milhões de toneladas demandadas na temporada 2022/23. A oferta de milho da China deverá chegar a 506,03 milhões de toneladas na safra 2023/24, acima das 505,05 milhões de toneladas disponibilizadas em 2022/23. As importações chinesas de milho em 2023/24 deverão atingir 23 milhões de toneladas, acima das 18,71 milhões de toneladas adquiridas na temporada 2022/23. A produção chinesa em 2023/24 deve chegar a 277 milhões de toneladas, volume menor que as 277,2 milhões de toneladas colhidas na safra 2022/23.

     

    MILHO: Plantio da safra verão 2023/24 atinge 96,4% no Brasil

    O plantio de milho da safra verão 2023/24 no Brasil atingia 96,4% da área estimada de 3,998 milhões de hectares até sexta-feira (8), segundo levantamento de SAFRAS & Mercado. O cultivo de milho chegou a 100% da área prevista de 1,171 milhão de hectares no Rio Grande do Sul, a 100% da área estimada de 688 mil hectares em Santa Catarina e a 100% da área prevista de 541 mil hectares no Paraná. Em São Paulo, a semeadura atinge 100% da área de 299 mil hectares. Em Mato Grosso do Sul, o plantio ocupa 100% da área de 27 mil hectares. Em Goiás/Distrito Federal o cultivo atinge 94,8% da área prevista de 316 mil hectares. Em Mato Grosso o cultivo atinge 65,6% da área de 24 mil hectares. Em Minas Gerais, o plantio atinge 90,1% da área de 902 mil hectares. No mesmo período do ano passado o plantio estava concluído em 93,7% da área estimada de 4,188 milhões de hectares. Já a média de plantio dos últimos cinco anos atingia 97,6% no período.

     

    CAFÉ: Indicador de preços da OIC subiu 6,3% em novembro
    O indicador de preços composto da Organização Internacional do Café (OIC) subiu 6,3% em novembro, para 161,53 centavos de dólar por libra-peso, na comparação com outubro (151,94 centavos). Em seu relatório mensal de acompanhamento do mercado, a OIC destacou que o indicador teve média de 161,63 centavos no mês passando, flutuando entre 153,32 e 169,99 centavos. Ao mesmo tempo, os estoques certificados de café da Bolsa de Nova York (arábica) e Londres (robusta) continuaram caindo. Na última, os estoques de café robusta diminuíram 49,2%, totalizando 340 mil sacas de 60 quilos no final de novembro, nível mais baixo desde março de 2014. Já os estoques de café arábica da Bolsa de NY caíram 24,5% entre setembro e outubro, totalizando 320 mil sacas. Em outubro, as exportações de café verde dos países-membros da OIC atingiram 8,57 milhões de sacas, ante 8,61 milhões no mesmo mês de 2022, uma queda de 0,4%.