John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    VOCÊ CONECTADO: Fique ligado nas notícias do dia (17/10)

    Conecta traz um resumo dos principais fatos e acontecimentos que impactam o agronegócio no Brasil e no mundo para que o produtor rural termine o dia bem informado
    Rafael De Marco
    Arquivo
    Arquivo

    Tags:

    Agronegócio

    SOJA: Esmagamento em MT totaliza 1,01 milhão de toneladas em setembro

    Em setembro/23, apesar do recuo de 7,98% no volume de soja esmagado em Mato Grosso no comparativo mensal, foram processadas 1,01 milhão de t, volume esse recorde para mês. Além disso, o processamento da oleaginosa em set/23 foi 18,58% maior que o observado no mesmo período do ano passado. Cabe ressaltar que o segundo semestre é marcado pela diminuição no ritmo das indústrias, devido às pausas para manutenção das plantas. Já em relação ao acumulado de 2023 (jan. a set.), o processamento totalizou 8,88 milhões de t, alta de 2,52% em relação ao mesmo período do ano passado, devido à demanda aquecida dos subprodutos, principalmente, para as exportações do farelo de soja. Por fim, vale destacar que a margem bruta das indústrias em set/23 apresentou alta de 3,80% no comparativo mensal, fechando com média de R$ 465,64/t, devido ao aumento no preço do óleo no mês. As informações constam no Boletim Semanal do Imea - Instituto Mato-grossense de Economia Agrícola.

     

    CARNES: Novo equilíbrio de preços será muito favorável para pecuária argentina

    De acordo com relatório do mercado de gado Rosgan, embora do lado do consumo tenham se registrados meses complicados devido ao forte salto de preços registrado pelo setor desde agosto, um reajuste das cotações trará ao mercado um novo equilíbrio necessário. O relatório detalha que dado o elevado nível de incerteza política e económica que provavelmente continuará até aos primeiros meses da posse do novo governo, o mercado em geral deverá retirar as ofertas e aumentar o valor daquilo que deve necessariamente vender neste período. Em agosto, o valor de referência para o gado criado nas fazendas subiu 53,6%. Posteriormente, em setembro, este mesmo indicador registou um aumento de apenas 3,8%, num cenário em que a saída das fazendas continuou elevado e o consumo apresentou uma forte recusa em validar novos aumentos de preços. Por outro lado, os dados de abate começam a mostrar sinais incipientes de moderação, apesar da atual situação climática. O relatório Rosgan explica que essa aparente retração da oferta somada ao posicionamento pré-eleitoral, que começou a ser percebido no mercado, é fator que está motivando esses novos aumentos de preços. Nas duas primeiras semanas de outubro, o preço das diversas categorias de fazendas para abate comercializadas acumula alta nominal de 25%, em relação ao valor médio da última semana de setembro.

     

    AGRICULTURA: Secretaria cria programa para reduzir lacunas na produção de culturas na Argentina

    A Secretaria da Agricultura da Argentina lançou o programa "Menos Brechas Mais Produção" (-B+P), por meio da Resolução 381/2023 publicada no Boletim Oficial, com o objetivo de fornecer assistência técnica aos produtores, a fim de que alcancem melhores rendimentos em suas culturas. O novo programa é destinado a pequenos e médios produtores que, em suas três safras anteriores, tenham obtido rendimentos entre médios e baixos em relação às médias do departamento. Através do programa, os produtores receberão orientação de profissionais, desde o início do plantio até a colheita, e os custos serão cobertos pelo Estado. Cada produtor receberá um plano de trabalho, identificando as variáveis a serem corrigidas, como a fertilização e as práticas a serem implementadas com base em amostras de solo.

     

    ALGODÃO: Beneficiamento da safra do Brasil chega a 64%

    A Abrapa estimou que o beneficiamento da safra 2022/23 de algodão no Brasil chegou a 64% no dia 12 de outubro. O Mato Grosso tinha 58% da safra beneficiada; Bahia, 81%; Goiás, 92%; Minas Gerais, 78%; Maranhão, 50%; Mato Grosso do Sul, 79%; Piauí, 60%; São Paulo, 100%; e Paraná chegou a 100%. As informações são da Abrapa.

     

    LOGISTICA: EUA planejam fornecer à Ucrânia US$ 700 milhões para modernizar exportação

    Os Estados Unidos planejam fornecer à Ucrânia quase 700 milhões de dólares para a modernização da logística de exportação e da infraestrutura de transportes do país. O anúncio foi feito pelo Ministro do Desenvolvimento Comunitário, Territórios e Infraestruturas, Oleksandr Kubrakov, em sua página no Facebook. De acordo com o ministro, tais planos foram anunciados durante a sua reunião em Kiev com a representante especial estadunidense para a recuperação econômica da Ucrânia, Penny Pritzker. As informações são da APK-Inform.

     

    SOJA: Preços FOB sobem no Brasil, seguindo prêmios e Chicago

    Os prêmios FOB da soja subiram nos portos brasileiros na segunda-feira, sustentados pela combinação de cotações firmes em Chicago e prêmios mais altos. A atividade seguiu restrita. Os prêmios de exportação da soja estavam em 10 a 50 sobre Chicago no final da segunda no Porto de Paranaguá, para outubro. Para fevereiro de 2024, o prêmio era de -80 a -60. Para março de 2024, o prêmio estava em -115 a -95 pontos, conforme dados de SAFRAS & Mercado. O preço FOB (flat price) para fevereiro ficou entre US$ 455,20 e US$ 462,50 a tonelada na sexta-feira. No dia anterior, a cotação oscilou entre R$ 435,50 e R$ 458,50.

     

    CARNES: Rebanho bovino mundial deve cair 0,01% e atingir 944,140 milhões de cabeças em 2024

    De acordo com levantamento de SAFRAS & Mercado, com base em dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), o rebanho mundial de carne bovina deverá atingir 944,140 milhões de cabeças em 2024, com uma retração de 0,01% ante as 944,230 milhões de cabeças registradas no ano passado. O rebanho bovino da India deve chegar a 307,64 milhões de cabeças no próximo ano (+0,08%), o da China a 105,50 milhões de cabeças (+3,27%), o da União Europeia a 74,20 milhões de cabeças (-0,81%), o da Austrália a 27,43 milhões de cabeças (+6,32%), o da Argentina a 52,50 milhões de cabeças (-2,96%) e o dos Estados Unidos a 87,60 milhões de cabeças (-1,88%).

     

    CARNES: Custos de produção da suinocultura declina no terceiro trimestre em Mato Grosso

    Segundo levantamento divulgado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agrícola (Imea), os custos de produção da suinocultura tiveram um declínio de 14,46% no terceiro trimestre deste ano, ficando em R$ 4,37, contra os R$ 5,11 observados no segundo trimestre de 2023.

     

    ALGODÃO: Mato Grosso exporta 98,08 mil toneladas de pluma em setembro

    Em setembro/23, Mato Grosso exportou 98,08 mil toneladas (t) de pluma, volume recorde para o período, segundo os dados da Secex. Diante disso, o acumulado exportado da safra 2022/23 até o momento (agosto/23 a setembro/23) totalizou 147,72 mil t de fibra, 24,87% maior que o mesmo acumulado da safra 2021/22. No que tange ao principal comprador, a China tem demonstrado uma melhora na demanda pela pluma e foi responsável por 52,51% dos envios do acumulado da fibra mato-grossense, importando 77,33 mil toneladas, sendo esse o maior volume já adquirido no período pelo país. Em seguida, se destacaram Bangladesh e o Vietnã, com participação de 11,05% e 10,30% nas exportações de Mato Grosso até o momento, respectivamente. Por fim, diante da perspectiva de recuperação na demanda mundial pela pluma nesta safra, e com o bom ritmo dos embarques desde o início do ciclo (agosto/23), o Imea estima que serão exportados 1,72 mi de toneladas no acumulado da safra (agosto/23 a julho/24), volume 79,40% maior que o da temporada 21/22. As informações constam no Boletim Semanal do Imea - Instituto Mato-grossense de Economia Agrícola.

     

    ARROZ: Primeira apuração do Irga aponta plantio gaúcho em 31,83%

    Os produtores gaúchos já semearam 287.274 hectares da safra de arroz 2023/2024, conforme mostra o primeiro levantamento do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga). Isso representa 31,83% da área total de 902.424 ha estimada pelo Irga. Os dados são da Divisão de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater), a partir de informações apuradas pelas equipes dos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nates) da autarquia. O atraso ocorreu devido às chuvas, principalmente em setembro, o que impossibilitou que a maioria dos produtores pudesse realizar a semeadura em suas lavouras. Na Planície Costeira Externa, o início do plantio das primeiras lavouras de pré-germinado ocorreu na segunda quinzena de agosto, com poucas áreas semeadas. Em setembro, a semeadura ficou inviabilizada até mesmo para o pré-germinado. No início de outubro, algumas áreas começaram a ser semeadas em cultivos em linha, com poucas janelas para a semeadura e ainda com muitas áreas a serem preparadas e dessecadas para depois serem plantadas.

     

    TRIGO: Conab estima colheita em 51,8% nos principais produtores do país

    A colheita da safra 2022/23 de trigo está em 51,8% da área estimada para a temporada 2022/23 nos oito principais estados produtores do Brasil (Goiás, Minas Gerais, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul que representam 99,9% do total), conforme levantamento semanal da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com dados recolhidos até 15 de outubro. Na semana anterior, a ceifa estava em 41%. Em igual período do ano passado, o número era de 30,6%.