John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    VOCÊ CONECTADO: Fique ligado nas notícias do dia (19/10)

    Conecta traz um resumo dos principais fatos e acontecimentos que impactam o agronegócio no Brasil e no mundo para que o produtor rural termine o dia bem informado
    Rafael De Marco
    Arquivo
    Arquivo

    Tags:

    Agronegócio

    MILHO: Plantio atinge 70% da área no Rio Grande do Sul

    O plantio de milho atinge 70% da área no Rio Grande do Sul. Segundo a Emater/RS, na semana passada eram 65%. Em igual momento do ano passado, os trabalhos atingiam 70%. A média para os últimos cinco anos é de 65%. A maioria das lavouras encontra-se em estágio de germinação e desenvolvimento vegetativo (99%), enquanto 1% já ingressaram no período reprodutivo. A semana foi marcada por maior incidência de luz solar, favorecendo o rápido crescimento e o desenvolvimento vigoroso das plantas. Muitos produtores aproveitaram a semana para aplicar fertilizantes nitrogenados nas áreas tecnicamente apropriadas e para realizar a aplicação de herbicidas, visando ao controle de ervas daninhas. As informações são do boletim semanal da Emater/RS.

     

    BIODIESEL: Produção nacional deve superar 7 bilhões de litros, prevê Abiove

    Com a retomada do aumento da mistura de biodiesel adicionado ao diesel comercial, o teor passou de 10% (B10) para 12% (B12). De acordo com o cronograma oficial do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), deve chegar a 15% em 2026. Porém, para atender a urgente política de descarbonização da matriz energética, a antecipação não está descartada. Cada ponto percentual a mais de mistura, cerca de 650 milhões de litros de biodiesel são produzidos no Brasil. Sendo assim, a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE) estima que a produção deste ano ultrapasse a casa dos 7 bilhões de litros. O diretor de Economia e Assuntos Regulatórios da entidade, Daniel Amaral, destaca esse crescimento. Em 2022, o Brasil produziu 6,3 bilhões de litros de biodiesel. Esse ano, o novo cronograma de mistura trouxe mais previsibilidade para a indústria investir, por isso teremos um recorde histórico de produção que confirma o Brasil como o terceiro maior produtor mundial de biodiesel. Vale mencionar que, de acordo com dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o biodiesel brasileiro é capaz de reduzir em pelo menos 80% a emissão de gases de efeito estufa (GEE) quando comparado ao diesel de origem fóssil. A produção de biodiesel entre 2008 (quando teve início a mistura obrigatória) e 2022 foi de 60,1 bilhões de litros. Esse volume substituiu a importação de diesel derivado do petróleo e evitou a emissão de 130 milhões de toneladas de CO, o que equivale ao total emitido pela população do estado do Paraná no ano passado.

     

    MILHO: Lavouras estão boas na zona da Cotripal (RS), mas sofrem com excesso de chuvas

    As lavouras de milho da zona de cobertura da Cotripal estão em boas condições. A cooperativa atua em Panambi e mais nove municípios do norte do Rio Grande do Sul. Toda área, estimada em 11 mil hectares, já foi semeada. Segundo o engenheiro agrônomo da cooperativa, Dênio Oerlecke, apesar de boa, a situação não é ideal. O milho sofre um pouco com o excesso de chuvas, com a baixa luminosidade, com o vento forte. Tudo isso causa estresse na planta. Os danos por isso são poucos, mas sabemos que o quadro não é o ideal, ele salienta que as lavouras estão todas em desenvolvimento vegetativo. Se estivessem em floração, seriam mais suscetíveis a perdas pelo clima adverso. A produtividade é esperada em 9 toneladas por hectare. A colheita deve começar em fevereiro.

     

    TRIGO: Turquia deve importar 9 milhões de toneladas em 23/24

    A Turquia deve produzir 19,25 milhões de toneladas de trigo em 2023/24. Segundo adido do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), em 2022/23, foram 17,25 milhões de toneladas. Os estoques iniciais do país são estimados em 4,084 milhões de toneladas. As importações turcas são projetadas em 9 milhões de toneladas em 23/24. As exportações devem totalizar 8,5 milhões de toneladas. O país deve consumir 21 milhões de toneladas. Assim, os estoques ao final da temporada são previstos em 2,834 milhões de toneladas.

     

    SOJA: Excesso de umidade impede início do plantio na zona da Cotripal, no norte do RS

    O excesso de umidade impede início do plantio da soja na zona de cobertura da Cotripal. A cooperativa atua em Panambi e mais nove municípios do norte do Rio Grande do Sul. A superfície é projetada em 190 mil hectare, similar à do ano passado. Segundo o engenheiro agrônomo da cooperativa, Dênio Oerlecke, praticamente nada foi semeado até o momento. Após as quebras das safras anteriores, o investimento é menor neste início de ciclo. Os produtores investiram menos em fertilizantes, mas não muito, afinal sabem da importância, mas já se espera um impacto sobre a produtividade. Ainda assim, o rendimento médio das lavouras é esperado em 60 sacas por hectare, a média normal para a região.

     

    AGRONEGÓCIO: Exportações atingem 12,1 mi de toneladas e somam US$ 10,7 bi no acumulado de 2023 em MG

    O volume exportado pelo agronegócio mineiro cresceu 12%, no período de janeiro a setembro, alcançando 12,1 milhões de toneladas. No período de janeiro a setembro, 695 diferentes produtos do setor agropecuário mineiro foram enviados para 182 países. Os principais destinos foram:

    China (35%)

    EUA (8%)

    Alemanha (6%)

    Japão (4%)

    Itália (4%).

    O preço médio dos produtos exportados foi negociado em torno de US$ 880,39 a tonelada. Complexo Sucroalcooleiro O complexo sucroalcooleiro representou 12% das vendas do agronegócio mineiro. Açúcar, álcool e demais açúcares renderam ao estado US$ 1,3 bilhão. O bom resultado foi puxado, principalmente, pelo açúcar que representou 92% das vendas do setor, alcançando US$ 1,2 bilhão.

     

    CANA: Prejuízo de mais de R$ 1 bi dos produtores é confirmado em relatório da Orplana

    Estudos apresentados pela ORPLANA - Organização das Associações de Produtores de Cana-de-Açúcar do Brasil - corroboram o que o campo já está sentindo: desequilíbrio econômico e prejuízo dos produtores de cana no custo de produção. O relatório anual da entidade, de 2023/24, da região Centro-Sul, confirma que o prejuízo dos agricultores acontece independentemente de seu estado de atuação ou tamanho. Em relação à safra 2023/2024, também está claro que os modelos de comercialização - Consecana puro, Consecana + plus, ATR fixo, Cana Spot - não estão remunerando corretamente, pois nenhum deles está cobrindo as despesas. “Como consequência, os produtores de cana estão fechando a safra no vermelho - um prejuízo de R$ 17,3 por tonelada, o que dentro das 60 milhões de toneladas de cana, na área de atuação da ORPLANA, representa um prejuízo de mais de R$ 1 bilhão”, afirma o CEO da ORPLANA, José Guilherme Nogueira.

     

     

    MILHO: Rendimento da safrinha em Mineiros (GO) fica dentro do esperado

    O rendimento médio da safrinha de milho cultivada em Mineiros, no sudoeste de Goiás, ficou dentro do esperado pelos produtores da região, atingindo 7.200 quilos por hectare, de acordo com o departamento técnico da COPLAN - Comiva Planejamento Agropecuário. Segundo o engenheiro-agrônomo Sirlei Carvalho Rezende, a produtividade média registrada nas lavouras de sorgo safrinha também foi positiva ficando entre 2.700 e 3.000 quilos por hectare.

     

    CARNE BOVINA: RS recebe jornada técnica sobre controle da mosca-dos-chifres

    A Vetoquinol Saúde Animal está promovendo, no Rio Grande do Sul e em todo o país, uma série de eventos voltados à conscientização dos pecuaristas sobre o controle de infestações da mosca-dos-chifres (Haematobia irritans) em rebanhos bovinos. "Trata-se de uma jornada técnica que leva informações e conhecimento aos produtores sobre modernas tecnologias para controlar a mosca - que voltou com tudo nesse início de primavera e o retorno das chuvas", explica Felipe Pivoto, coordenador da Jornada Fiprotag 210 no Rio Grande do Sul. O prejuízo causado pelo inseto é explicado por sua ação. Apenas uma mosca pode picar o mesmo animal cerca de 40 vezes em um único dia. "Imagine o desconforto para os bovinos. Em 210 dias, o gado pode deixar de ganhar 15 quilos se comparado ao plantel protegido", completa o coordenador da Vetoquinol. Felipe Pivoto entende que a falta de conhecimento é a principal causadora dos prejuízos à pecuária em todo o país. "Muitos pecuaristas não investem porque simplesmente não conhecem essa moderna tecnologia de proteção do gado. É missão da Vetoquinol colaborar com o desenvolvimento da atividade. A Jornada Fiprotag 210 nasceu com esse objetivo", finaliza.

     

    ALGODÃO: Venda líquida semanal dos EUA fica em 71.300 fardos - 2023/24

    As vendas líquidas norte-americanas de algodão (upland), referentes à temporada 2023/24, iniciada em 1o de agosto, ficaram em 71.300 fardos na semana encerrada em 12 de outubro. A Guatemala liderou as compras, com 21.100 toneladas. Para a temporada 2024/25, foram mais 7.500 toneladas. As informações são do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

     

    LOGISTICA: Autoridade Portuária de Santos aponta gargalo para escoamento e defende investimento em novos modais

    O presidente da Autoridade Portuária de Santos e ex-secretário de Justiça de São Paulo, Anderson Pomini, avalia que o principal gargalo do Porto de Santos é a dificuldade no escoamento das cargas, especialmente grãos. Ele defendeu novos investimentos em modais por terra, água e trilhos, destacando ainda que as obras do futuro túnel na ligação entre Santos e Guarujá será importante para a logística local. Pomini também se colocou contra a privatização do porto. "O porto de Santos funciona muito bem para a recepção de produtos e a expedição, ou seja, o canal. Os navios contam com uma infraestrutura absolutamente moderna, que concorre com qualquer outro porto do mundo. (...) Nosso gargalo está na ausência de modais para o escoamento dos produtos para o interior do país", disse Pomini.

     

    GRÃOS: Ucrânia continuará enviando remessas humanitárias para países africanos

    A Ucrânia planeja continuar as remessas humanitárias de grãos para os países mais necessitados da África. Isso foi discutido durante uma reunião em Roma entre o vice-ministro de Política Agrária e Alimentação da Ucrânia, Markiyan Dmytrasevich, e o vice-diretor executivo do Programa Mundial de Alimentação (PMA), Karl Skau, informou o serviço de imprensa do Ministério de Política Agrária. "As partes discutiram o envio de navios com grãos humanitários ucranianos para a Nigéria (25.000 toneladas) e Sudão (32.000 toneladas) como parte do programa "Grãos da Ucrânia". Também é possível enviar carga humanitária para a Somália", diz a mensagem. Além disso, M. Dmytrasevich e K. Skau discutiram a preparação para a próxima cúpula internacional sobre segurança alimentar em Kiev. Em particular, é possível expandir a geografia e a gama de suprimentos da iniciativa "Grãos da Ucrânia".

     

    TRIGO: Colheita atinge 19% da área no Rio Grande do Sul

    A colheita de trigo atinge 19% da área no Rio Grande do Sul. Na semana passada, os trabalhos chegavam a 11%. Em igual momento do ano passado, eram 5%. A média dos últimos cinco anos é de 18%. Os avanços foram mais notáveis na Região Oeste do estado, onde uma parcela reduzida dos produtores já concluiu a colheita ou está prestes a finalizar. Contudo, na Região Leste, a maioria das lavouras está em fase de maturação devido ao plantio tardio, e a colheita ainda não foi iniciada. Os resultados obtidos nas áreas em colheita indicam a redução na produtividade inicial, a ser estimada à medida que a operação evoluir, pois há resultados diversos, mesmo dentro de uma mesma região. Além da redução de volume, há uma crescente preocupação quanto à qualidade do trigo colhido, especialmente em relação à eventual presença de micotoxina, derivada da alta umidade no período final do ciclo da cultura e da elevada incidência de giberela, que poderia resultar em não conformidade com os padrões de legislação. As informações são do boletim semanal da Emater/RS.