John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    VOCÊ CONECTADO: Fique ligado nas notícias do dia (4/9)

    Conecta traz um resumo dos principais fatos e acontecimentos que impactam o agronegócio no Brasil e no mundo para que o produtor rural termine o dia bem informado
    Rafael De Marco
    Arquivo
    Arquivo

    Tags:

    Agronegócio

    MÁQUINAS: Setor bate novo recorde de faturamento na Expointer 2023 e atinge R$7,3 bilhões

    Tradicional carro-chefe das vendas na Expointer, a comercialização de máquinas e implementos agrícolas comemora novo recorde histórico, com R$ 7,3 bilhões (R$ 7.351.431.000) em faturamento, na 46 edição da feira. O valor representa um aumento de 15% na comparação com a feira do ano passado, que foi de R$ 6,6 bilhões (R$ 6.598.853.022). O faturamento total da Expointer também foi recorde, de R$ 7.986.726.414,99, com crescimento de 11,76%.Conforme Claudio Bier, presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no RS (Simers), a razão das máquinas agrícolas continuarem vendendo é o interesse do produtor pela tecnologia embarcada.

     

    AGRICULTURA: Fávaro diz que não existe política voltada ao setor sem apoio à comercialização

    Na Sessão Especial no Senado Federal alusiva aos 33 anos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, ressaltou a essencialidade da empresa pública para a estabilidade econômica e o desenvolvimento da agropecuária brasileira. Não existe política agrícola sem uma empresa de apoio à comercialização, ressaltou o ministro durante o evento realizado no plenário do Senado Federal na manhã desta segunda-feira (04). Como exemplo, Fávaro citou os relatos dos produtores gaúchos que sofreram com três secas consecutivas nos últimos quatro anos. “A Conab cumpre um papel de garantia de estabilidade mais que econômica, é a estabilidade alimentar”, disse.

     

    SORGO: Empresas do Uruguai recebem autorização para exportação com destino à China

    Um total de 21 empresas do Uruguai foram autorizadas a exportar sorgo para a China, conforme indicou a Administração Geral de Alfândegas do país asiático (GACC). Após intensas negociações, os estabelecimentos uruguaios têm autorização para exportar sorgo para a China, tanto para consumo humano como animal. As instâncias anteriores incluíram auditoria virtual em todos os elos da cadeia produtiva do sorgo no Uruguai, seja nos locais de produção, armazenamento, portos, laboratórios oficiais, entre outros. A publicação da lista de exportadores pelo GACC considera aprovada a negociação bilateral e o fluxo comercial permanece aberto.

     

    ALGODÃO: Icac projeta safra mundial 2023/24 em 25,07 milhões de toneladas

    O Comitê Internacional do Algodão (Icac) projeta que a produção mundial da fibra totalizará 25,07 milhões toneladas na temporada 2023/2024, ante 24,62 milhões na safra 2022/23, conforme a estimativa de setembro divulgada pela entidade. O consumo mundial de algodão deve totalizar 23,21 milhões de toneladas na safra 2023/2024. Para 2022/2023, são esperadas 23,45 milhões de toneladas. As exportações para 2023/2024 foram projetadas em 8,94 milhões de toneladas, ante 8,07 milhões da temporada 2022/2023. Já os estoques finais para 2023/2024 foram previstos em 22,98 milhões de toneladas. Na temporada 2022/23, o número foi de 21,12 milhões de toneladas. Destaque para a produção da China, que deve liderar o ranking mundial em 2023/24, estimada em 5,6 milhões de toneladas. Já o consumo chinês foi projetado em 7 milhões de toneladas para 2023/24.

     

    BIOCOMBUSTIVEIS: Pauta verde está entre as prioridades deste semestre na Câmara, diz Lira

    O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que as propostas legislativas que contribuem para a transição energética e para uma economia focada na sustentabilidade do País estão entre as prioridades dos deputados neste semestre. Segundo ele, a pauta tem consenso entre os líderes partidários. Lira participou nesta segunda-feira (4), em Recife, do Fórum do Nordeste, que debateu os desafios e as oportunidades nos setores de biocombustíveis, etanol e energias limpas. A chamada transição energética caracteriza-se pela mudança nos processos de geração e consumo de energia de fontes não renováveis e mais poluentes (petróleo, carvão, por exemplo), para fontes de energias renováveis (energia solar, eólica, biomassa). “A pauta verde está entre as grandes prioridades do segundo semestre, planejamos dar andamento às deliberações de matérias relacionadas à energia sustentável, para o Brasil alcançar resultados significativos em termos de preservação ambiental e sustentabilidade”, afirmou.

     

    CANA: Safra 23/24 encerra com queda de 2,89% no ATR Pernambuco

    O Sindaçúcar (Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool) e o Consecana (Conselho dos Produtores de Cana-de-Açúcar, Açúcar e Álcool) divulgaram os valores do ATR (Açúcar Total Recuperado) referentes ao encerramento da safra 23/24 em Pernambuco. Os dados, de agosto de 2023, revelaram uma queda de 2,89% em todos os índices. O valor bruto do ATR encerrou em R$ 1,4314/kg contra R$ 1,4727/kg de julho. No mesmo período, o valor líquido do ATR fechou em R$ 1,4099/kg contra R$ 1,4506/kg de julho. Considerando R$ 119,0063/kg ATR/ton, o valor da cana padrão fechou o ATR em R$ 170,3456/kg contra R$ 175,2606/kg de julho. As informações partem da Agência UDOP de notícias.