John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    VOCÊ CONECTADO: Fique ligado nas notícias do dia (5/9)

    Conecta traz um resumo dos principais fatos e acontecimentos que impactam o agronegócio no Brasil e no mundo para que o produtor rural termine o dia bem informado
    Rafael De Marco
    Arquivo
    Arquivo

    Tags:

    Agronegócio

    GRÃOS: Conab atualiza preços mínimos da safra de verão

    Na sexta-feira (1) foi publicada, no Diário Oficial da União (DOU), a atualização dos preços mínimos para os produtos da safra de verão e culturas regionais. Os novos valores podem ser conferidos na Portaria do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) N612 e valem para a safra 2023/24. Os preços mínimos são fixados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), com base na proposta enviada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para o Mapa. Para a elaboração da proposta com as sugestões dos novos preços, a Companhia considera fatores como os custos variáveis de produção, além de outras condições de mercado. Os reajustes contidos na tabela variam entre -9,38% (no caso do sorgo, em Rondônia) e 45,92% (para a saca de 60 Kg de milho no Pará, Acre, Amazonas, Amapá e Roraima; e também para o sorgo no Pará).

     

    SOJA: USDA anuncia venda de 251 mil toneladas para destinos não revelados

    Os exportadores privados norte-americanos reportaram ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) a venda de 251 mil toneladas de soja em grãos para destinos não revelados, a serem entregues na temporada 2023/24. Toda operação envolvendo a venda de volume igual ou superior a 100 mil toneladas do grão, feita para o mesmo destino e no mesmo dia, tem que ser reportada ao USDA.

     

    AGROPECUÁRIA: Setor puxa crescimento do PIB goiano em maio

    A agropecuária de Goiás puxou o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do estado em maio: o índice avançou 2,7% em comparação ao mesmo mês do ano anterior. O crescimento de 11,1% da agropecuária foi o maior responsável pelo resultado. Também contribuíram os setores da indústria (1,1%) e de serviços (1,6%). As informações constam no boletim divulgado pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB), jurisdicionado à Secretaria-Geral de Governo (SGG).

     

    MÁQUINAS: Exportações da Anfavea crescem 14,9% em julho ante junho

    As exportações de máquinas agrícolas cresceram 14,9% em julho na comparação com junho. Segundo dados da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram 792 unidades vendidas ao exterior, contra 6889 no mês anterior. Em relação a julho de 2022, quando as exportações somaram 866 unidades, houve uma queda de 8,5%. Nos primeiros sete meses 2023, foram exportadas 5.359 unidades, 5,8% abaixo das 5.686 unidades registradas de janeiro a julho do ano passado. Segundo a vice-presidente de máquinas da associação, Ana Helena Andrade, as variações nas exportações não podem ser "julgadas relevantes", pois as vendas são feitas por lotes para determinados países. Muitas vezes, estes números podem ser explicados por estes embarques. "Não temos nenhum fato relevante que explique as variações", pontuou.

     

    MILHO: Line-up prevê embarques de 10,232 milhões de toneladas pelo Brasil em setembro

    O line-up, a programação de embarques nos portos brasileiros, indicou que poderão ser exportadas 10,232 milhões de toneladas de milho em setembro, conforme levantamento de SAFRAS & Mercado. Desse total, 1,145 milhão de toneladas de milho já foram embarcadas. Para outubro estão programados embarques de 996 mil toneladas de milho. Entre fevereiro/23 e janeiro/24, o line-up sinaliza embarques acumulados de 30,734 milhões de toneladas do cereal.

     

    CARNE BOVINA: Preço médio tem aumento de 125% em agosto na Argentina

    Em agosto, o preço médio do quilo vivo de bovinos comercializados no mercado de Cañuelas ficou 53,4% acima da média de julho. Em comparação com o mesmo período de 2022, os preços registraram aumento de 125%, informou a Câmara de Indústria e Comércio de Carnes e Derivados da República Argentina (CICCRA). Os preços das vacas e dos touros foram os que mais subiram, embora todas as categorias tenham apresentado aumentos mensais superiores a 39%. A subida dos preços foi afetada pelo salto da desvalorização, uma nova aceleração do ritmo de aumento dos preços internos e do valor das explorações agrícolas em pé. Nos dias seguintes ao reajuste do câmbio oficial, o aumento no preço da fazenda atingiu 80,8% em relação ao fechamento do mês anterior. Contudo, na última semana de agosto observou-se ligeira correção de 7,9%, que moderou a magnitude do ajuste mensal.

     

    COMBUSTIVEIS: Preço do diesel fechou agosto em alta e médias chegaram a R$ 5,48 para o comum e R$ 5,63 para o S-10

    O preço médio do litro do diesel comum fechou agosto a R$ 5,48, um aumento de 8,51% ante o primeiro decêndio do mesmo mês, data anterior ao reajuste de 25,8% no valor repassado às refinarias, válido desde o último dia 16. Os dados são do Indice de Preços Ticket Log (IPTL), levantamento que consolida o comportamento de preços das transações nos postos de combustível, trazendo uma média precisa. O diesel S-10 foi comercializado a R$ 5,63 nas bombas de abastecimento do País, com acréscimo de 8,90% em relação ao primeiro decêndio de agosto. No comparativo com julho, o aumento chega a 9% para o diesel comum e a 10% para o tipo S-10, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mobilidade da Edenred Brasil.