John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça valoriza diversidade no trabalho

    Ministério das Mulheres lança 7ª Edição do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça. Empresas interessadas em aderir podem se inscrever até 30 de março de 2024
    Rafael De Marco
    Arquivo
    Arquivo

    Tags:

    Diversidade

    Mulher

    Mais espaço e reconhecimento da força do trabalho feminino no ambiente corporativo. E valorização das companhias que reconhecem e investem nessa causa. A 7ª Edição do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, lançado pelo Ministério das Mulheres, tem como objetivo fomentar a adoção de políticas e práticas organizacionais que desenvolvam novas relações de trabalho e eliminem todas as barreiras no acesso, remuneração, ascensão e permanência das mulheres no emprego.

      

    Empresas com 100 ou mais empregadas e empregados que demonstrarem compromisso com a justiça de gênero e raça poderão ser oficialmente reconhecidas pelo Governo Federal por meio desse programa. As organizações interessadas em participar, sejam públicas ou privadas, terão a oportunidade de obter o Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça, uma marca que reconhece iniciativas de igualdade no ambiente de trabalho, combatendo ativamente as discriminações de gênero e raça.

     

    COMO FAZER
    Para participar, as empresas devem preencher a Ficha de Adesão disponível na página do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça e enviar para o e-mail programaproequidade@mulheres.gov.br . A adesão é voluntária e as empresas têm até o dia 30 de março de 2024 para manifestar interesse.

     

    Para aderir ao Programa é preciso publicar relatórios de transparência salarial e remuneratória (para as empresas privadas); não estar listada em cadastros negativos (como o de empregadores que submeteram trabalhadores a condições análogas às de escravo); além de comprovar adoção de medidas de apuração de denúncias de assédio e discriminação no ambiente de trabalho.

     

    Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça valoriza diversidade no trabalho 1

    Após a adesão, as empresas precisam desenvolver e implementar um Plano de Ação explicitando como vai desenvolver as ações de promoção de equidade de gênero e raça de forma transversal dentro da organização. Este plano deve ser concluído no prazo máximo de dois anos, conforme especificado no edital.

     

    Em março de 2026, após a execução do plano, as empresas deverão apresentar um relatório final com os resultados alcançados. O Ministério das Mulheres anunciará as empresas que se destacaram pelas práticas de igualdade em maio, e, em junho de 2026, será realizada a cerimônia de entrega do Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça.

     

    As ações serão monitoradas por um Comitê de Acompanhamento, que coordenará os esforços, visando garantir a adesão e o cumprimento dos objetivos propostos pelo programa.

     

    O programa é coordenado pelo Ministério das Mulheres, por meio da Secretaria Nacional de Autonomia Econômica e Política de Cuidados, e conta com a parceria do Ministério do Trabalho e Emprego, do Ministério da Igualdade Racial, da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da ONU Mulheres.

     

    Clique AQUI para saber mais sobre o Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça.

     

    Com informações do Ministério das Mulheres