John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    A Inteligência Artificial vai salvar o mundo

    Em artigo no The Wall Street Journal, Marc Andreessen, sócio da gestora Andreessen Horowitz, acredita que o futuro será melhor com a nova tecnologia
    Rafael De Marco
    Arquivo
    Arquivo

    Tags:

    Inovação

    Tecnologia

    O NeoFeed, projeto editorial dedicado a cobrir a expansão do empreendedorismo, negócios, inovação e transformação digital, traz reportagem com Marc Andreessen. Sócio da gestora Andreessen Horowitz, que já defendeu que a nova sociedade seria moldada por softwares, agora afirma que a inteligência artificial vai salvar o mundo.

     

    Em artigo para o  The Wall Street Journal, há pouco mais de dez anos, Marc Andreessen abordava como as empresas de software estavam dominando o mundo. Agora, o cofundador da Andreessen Horowitz - uma das principais gestoras de venture capital dos Estados Unidos – “ataca outra vez”.

     

    Em novo artigo, ele deixa de lado os softwares e redes sociais, para se concentrar nos avanços que podem ser obtidos com o uso de inteligência artificial. “Estou aqui para trazer as boas notícias: a inteligência artificial não vai destruir o mundo. Na verdade, vai salvá-lo”, escreveu Andreessen.

     

    Segundo o NeoFeed, o texto diz que a inteligência artificial permite aumentar profundamente a inteligência humana e que isso já começou a ser feito a partir de programas como o ChatGPT e “que criam tutores, assistentes, mentores, treinadores e até terapeutas munidos de inteligência artificial para tentar maximizar os resultados de cada tarefa”.

     

    Escreveu Andreessen: “O crescimento da produtividade em toda a economia acelerará drasticamente, impulsionando o crescimento econômico, a criação de novas indústrias, novos empregos e o aumento dos salários, resultando em uma nova era de maior prosperidade material em todo o planeta”.

     

    Andreessen vai no sentido contrário ao sentimento de quase pânico em relação a IA, a qual afirma ter o poder de ser humanizadora. “Em vez de tornar o mundo mais cruel e mecanicista, a IA infinitamente paciente e solidária tornará o mundo mais quente e agradável”, escreveu.

    Confira o artigo completo no site da NeoFeed