Aplicativos para os biomas Amazônia e Cerrado

Embrapa e UnB usam a tecnologia para auxiliar agricultores e pecuaristas na produção e preservação do campo

Inovação

img-news

A pesquisa e o desenvolvimento tecnológico são cada vez mais importantes na agropecuária brasileira. Os produtores rurais da Amazônia e do Cerrado já contam com aplicativos desenvolvidos para colaborar com as atividades no campo. Confira:

 

TEC AMAZÔNIA

A Embrapa lançou um aplicativo para smartphone (para os sistemas iOS e Android) e uma plataforma web de acesso gratuito com informações sobre soluções tecnológicas sustentáveis para aplicação no bioma Amazônia. Desenvolvidas pela Embrapa Territorial (SP) no âmbito do Fundo Amazônia, as ferramentas permitem fazer buscas por município ou conjunto de municípios e visualizar espacialmente as tecnologias, em um mapa interativo.

 

Com o aplicativo, batizado como Tec Amazônia, é possível utilizar o GPS do celular para identificar a localização do usuário e exibir os produtos, processos e serviços disponíveis para a região onde ele está. A tecnologia funciona inclusive offline, para facilitar o acesso de produtores e extensionistas agropecuários.

 

De açaí a tambaqui, as ferramentas mostram, atualmente, 131 soluções tecnológicas para 50 produtos agropecuários presentes no bioma. Outras soluções tecnológicas para o bioma já estão sendo mapeadas pela equipe e devem ser integradas às ferramentas até o fim de 2021.

 

Para cada uma das soluções, as ferramentas exibem uma descrição, informações de onde encontrar e links para download de materiais. “Com essas ferramentas, buscamos facilitar o processo de identificação e aplicação das tecnologias pelo produtor rural, pelo extensionista, pelos agentes públicos e por todos os interessados em saber de quais soluções a Empresa dispõe para adoção no bioma Amazônia”, afirma Daniela Maciel, analista da Embrapa Territorial.

 

Na plataforma web, a página inicial da pesquisa por municípios ilustra, em uma espécie de “colcha de retalhos”, os produtos para os quais há maior número de soluções tecnológicas disponíveis. Os bovinos são campeões, seguidos do café canéfora, peixes, mandioca e madeira. Outros itens da mesa de todos os brasileiros também ganham destaque: arroz, feijão, banana, milho e leite. E os produtos regionais não ficam de fora: castanha-do-pará, açaí, tambaqui e copaíba.

 

De acordo com o Balanço Social 2020 da Embrapa, as tecnologias desenvolvidas pelos centros de pesquisa localizados na Amazônia estão em 9,47 milhões de hectares na região. As ferramentas também podem apoiar a gestão da carteira de projetos de pesquisa e de transferência de tecnologias da Embrapa e seus parceiros.

 

RADIS CERRADO

Desenvolvido pelo Centro de Gestão e Inovação da Agricultura Familiar (Cegafi-UnB) da Universidade de Brasília, o aplicativo Radis Cerrado ajuda na coleta de dados de restauração, ou seja, reflorestamento desse bioma. O app é gratuito e está disponível para o sistema Android e se torna uma importante ferramenta no processo de recomposição da vegetação nativa e na regulação ambiental de propriedades rurais.

Sua principal função é auxiliar produtores em processo de regularização ambiental no monitoramento de áreas que estão sendo restauradas. A ferramenta foi desenvolvida em parceria com a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec) e apoio do Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF Cerrado) e Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), que integram o projeto Restaura Cerrado.

 

Como o app será mais utilizado em campo, também funciona offline. Os dados ficam armazenadas e podem ser compartilhados posteriormente com os órgãos ambientais estaduais, responsáveis por monitorar das ações de regularização ambiental no Cerrado.

* Com informações da Embrapa, Cegafi-UnB e Finatec

logo