John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    Inovações trazem avanços na produção agropecuária e florestal

    Tecnologias agropecuárias e manejo florestal de precisão promovem o desenvolvimento sustentável no Acre
    Rafael De Marco
    Arquivo
    Arquivo

    Tags:

    Inovação

    Florestal

    Tecnologia

    Embrapa

    A adoção de tecnologias digitais torna o manejo de florestas mais produtivo e sustentável. Presentes nos alimentos que chegam à mesa das famílias amazônicas, nos produtos da biodiversidade da região, que conquistam mercados nacionais e internacionais, e na madeira certificada utilizada na construção civil no Brasil e exterior, essas inovações tecnológicas proporcionam avanços na produção agropecuária e florestal, com conservação ambiental, e ajudam a gerar trabalho e renda no campo.
     
    E tudo isso não começou agora. Com mais de quatro décadas de atuação no Acre, a Embrapa disponibilizou uma gama de tecnologias para o desenvolvimento, inovação e sustentabilidade de cadeias produtivas estratégicas para a economia local e regional. Os investimentos em inovação prosseguem e a expectativa é de que a evolução continue.
     
    O Modelo Digital de Exploração Florestal (Modeflora), disponibilizado há 15 anos, é utilizado em 100% dos planos de manejo do estado do Acre e por empresas florestais de outros estados da Amazônia (Amapá, Roraima, Rondônia, Amazonas e Pará). A tecnologia fornece informações de alta precisão sobre as áreas manejadas, facilita o planejamento, execução e monitoramento das operações de campo e reduz em 31,5% os custos de produção, com baixo impacto ambiental, além de contribuir com o trabalho de fiscalização e controle realizado por órgãos ambientais.
     
    IMPACTOS POSITIVOS
    Estudos de impacto mostram que, somente em 2021, o manejo de 40 mil hectares de florestas com uso do Modeflora rendeu uma economia de, aproximadamente, R$ 11 milhões para o setor florestal amazônico. Na fase atual, a ênfase das pesquisas é no desenvolvimento de sistemas avançados que integrem novas tecnologias digitais para melhorar a eficiência do Manejo Florestal 4.0, estratégia de produção florestal baseada na automação, geração, transmissão e tratamento de dados de alta precisão, com foco no aumento da eficiência na atividade.
     
    Inovações trazem avanços na produção agropecuária e florestal 1

    Às versões iniciais do Modeflora, que integravam o Sistema de Posicionamento Global (GPS), Sistema de Informação Geográfica (SIG) e ferramentas de Sensoriamento Remoto (SR), entre outras tecnologias, somaram-se inovações científicas como o sistema de perfilamento a laser Lidar (Light Detection and Ranging), que permite mapear a floresta em 3D, e drones de última geração. Esses estudos envolvem o treinamento de algoritmos de inteligência artificial para realização de inventários florestais 100% automatizados e identificação de espécies florestais de valor econômico.
     
    Segundo o pesquisador Marcus Vinício Neves d'Oliveira, a associação de diferentes geotecnologias permite aprimorar continuamente a capacidade do Modeflora de gerar informações cada vez mais precisas sobre as áreas manejadas, para a tomada de decisões assertivas na atividade florestal. “As imagens de alta resolução, fornecidas por essas ferramentas, viabilizam novos conhecimentos sobre o relevo e hidrografia da floresta, essenciais para o manejo de baixo impacto, e o desenvolvimento de metodologias que permitem conhecer a dinâmica de crescimento da floresta e estimar com precisão o volume de madeira e os estoques de biomassa e carbono existentes”, enfatiza.
     
    Com informações da Embrapa Acre

    Clique AQUI para o artigo completo