Mais conectividade para o campo

Claro e John Deere se unem em iniciativa inédita e investimentos em infraestrutura de telecomunicações para agricultura 5.0

Inovação

img-news

O Ministério da Agricultura, com base em estudo desenvolvido pela Esalq/USP, afirma que o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) pode aumentar em 9,6%, caso a conectividade em áreas rurais seja ampliada. Em números atuais, representaria um acréscimo de até 101,47 bilhões de reais ao valor estimado para 2021, que é de 1.057 trilhão de reais.

 

Atualmente, apenas 23% da área agrícola brasileira possui algum nível de cobertura por internet, de acordo com o levantamento da Esalq/USP. A boa notícia, além das projeções, é que essa realidade começa a melhorar, graças a investimentos da iniciativa privada.

 

CAMPO CONECTADO

Claro e John Deere estão trabalhando juntas para implementar infraestrutura de telecomunicações para a agricultura 5.0 fazer a diferença na produção nacional. Trata-se de um modelo inédito, no qual serão instaladas novas antenas em áreas rurais brasileiras. O produtor não precisará colocar a mão no bolso para deixa o futuro entrar de vez em suas terras. O investimento ficará por conta da Claro.

 

Com a cobertura de Internet, as operações ficam mais inteligentes, mais eficientes, mais competitivas em relação ao mercado e mais sustentáveis. A solução desenvolvida pela Claro, em parceria com a John Deere, tem o nome de Campo Conectado. Ela permite a geração, cruzamento e tratamento de dados por meio de analytics, machine learning e da inteligência artificial para a tomada de decisões em tempo real.

 

Os dados são tratados com o uso de analytics e fornecem insights importantes para o controle das plantações, possibilitando o diagnóstico para medidas corretas sobre irrigação, pulverização e até para controle e manutenção da qualidade dos grãos armazenados.

 

ANTENAS E SINAL AMPLIFICADO

O Campo Conectado tem um padrão de conectividade desenvolvido para permitir maior expansão de sinal por antena. Os dados trafegam de forma otimizada, possibilitando o amplo alcance de sinal, com maior largura de banda, menor latência (tempo necessário para que um pacote de dados passe de um ponto para o outro) e economia de energia.

 

Com o gerenciamento das propriedades em tempo real, são previstos menores gastos em sementes, utilização mais racional de fertilizantes e defensivos agrícolas, diminuição de uso de combustível fóssil, redução de perdas agrícolas e aumento da rastreabilidade na cadeia alimentar. Em um estudo de caso numa propriedade agrícola, os ganhos chegaram a R$ 113,00 por hectare.

 

DIVISOR DE ÁGUAS

Paulo Herrmann, presidente da John Deere Brasil, cita o desenvolvimento rural em maiores áreas como um dos grandes benefícios do novo programa. “Para a agricultura brasileira, isso é um divisor de águas. Em tempos complexos como o que vivemos hoje, destravar o progresso no campo por meio da tecnologia é fundamental para promover a reativação econômica de que o país precisa”, afirma.

 

Atualmente, a Claro tem mais de 85 milhões de hectares com estrutura online no território nacional. “A conectividade é um dos principais desafios no interior do Brasil e nós estamos assumindo o compromisso de impulsionar a cobertura do sinal no campo, o que significa um aumento de alcance para mais 15 milhões de hectares produtivos em áreas rurais”, diz José Felix, Presidente da operadora.

 

MÁQUINAS ONLINE

Para usufruir ao máximo do Campo Conectado, os clientes John Deere poderão adquirir máquinas agrícolas com tecnologia embarcada para acesso à internet, potencializando todos os benefícios do ecossistema de agricultura de precisão e gerenciamento de dados em tempo real. Para atender à expectativa de alta demanda, conta com um portfólio completo de máquinas aptas à conexão e uma rede de concessionários com mais de 270 pontos de atendimento.

 

Importante ressaltar que a John Deere já conta com 20 mil máquinas em campo aptas para serem conectadas. Para os equipamentos que necessitam de modem, a John Deere oferece um novo kit de conexão.

 

INTERNET DAS COISAS

Com seu portfólio Claro Smart Agro, a Claro também levará aos produtores rurais soluções de Agricultura Digital e Silos Conectados, nas quais dados relevantes, como umidade do solo e do ar, temperatura, índices de NDVI (Normalized Difference Vegetation Index - que fornecem informações sobre a saúde da vegetação, evapotranspiração das plantas) e informações meteorológicas são coletados por meio da sensores conectados à rede celular.

 

Conectividade traz mais produtividade, maior segurança alimentar, um controle mais rígido da produção e redução de emissão de gases de efeito estufa. Claro e John Deere acreditam que, mais do que conectar máquinas, conectamos pessoas a uma vida melhor.

 

 

logo