John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    Você conhece o mercado de alimento Halal?

    Para CDIAL Halal, Brasil tem potencial de aumentar exportações de maior valor agregado para países muçulmanos
    Rafael De Marco
    Crédito: Arquivo
    Crédito: Arquivo

    Tags:

    Agricultura

    Brasil

    Mercado

    Alimentação

    Você sabe o que é um alimento Halal?
     
    Em árabe, Halal significa lícito, autorizado. Desta forma, alimento Halal é aquele permitido de acordo com as regras no Islã, descritas no Alcorão.
     
    Esse termo já é um velho conhecido de quem exporta produtos para países muçulmanos e, segundo a CDIAL Halal, o Brasil tem potencial de aumentar exportações de produtos de maior valor agregado, entre eles, os industrializados. Isso porque, dentre os países compradores, estão os países árabes e muçulmanos.
     
    A CDIAL Halal é uma referência global em Certificação Halal e mantém parcerias estratégicas com empresas de alimentos de classe mundial. E a participação brasileira em eventos como a Gulfood, que acontece entre os dias 20 a 24 de fevereiro, em Dubai, tem contribuído para aumentar a visibilidade e, consequentemente, o comércio brasileiro junto a esse importante mercado consumidor. 

    Para comprovar esse cenário que tem se desenhado para os produtos brasileiros, em 2021, os países da Organização de Cooperação Islâmica (OCI) importaram US$ 240,1 bilhões em alimentos e bebidas globalmente, de acordo com dados oficiais dos governos compilados pela consultoria Intracen, adotada como referência pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB).

    Para saber mais sobre alimento Halal, Clique AQUI
     

    E de acordo com as estatísticas do governo brasileiro compiladas pela CCAB, foram US$ 16,54 bilhões de produtos importados do Brasil para os países da OCI em 2021, passando para US$ 23,44 bilhões em 2022, aumento de 41,7%.

    IRÃ
    Entre os países que que mais compraram alimentos e bebidas do Brasil em 2022 estão o Irã, com uma receita de US$ 3,96 bilhões, aumento de 137% em relação a receita de 2021.

    ARÁBIA SAUDITA
    Na Arábia Saudita, o valor dessa exportação, em receita, foi de US$ 2,36 bilhões, superior em 42,92% em relação a 2021.

    EGITO
    O Egito, no mesmo período, totalizou US$ 2,13 em exportação de alimentos e bebidas, aumento de 44,82%.

    LIGA ÁRABE
    Vale destacar também os números promissores do mercado brasileiro junto aos 22 países da Liga Árabe. Dados compilados pelo Departamento de Inteligência de Mercado da CCAB, em relação aos derivados de frango, mostram que os Emirados Árabes exportaram, em receita, 37% a mais do que o ano anterior.

    O aumento da Arábia Saudita foi de 30%, em receita, neste mesmo período. E, para o Catar, o aumento de um ano para o outro, ainda em relação ao mesmo produto, foi de 57%.

    Já em relação aos derivados bovinos exportados para os países da Liga Árabe, as exportações totais de carne bovina em 2022 cresceram 41,5% em receita, totalizando em US$ 1,04 bilhão, e 23,27% no volume, quando comparado a 2021, sendo as maiores da série histórica no país.

    O destaque é para o Egito, com aumento de 25% em receita em 2022 em relação a 2021. Já os Emirados Árabes, o aumento neste período foi de 23%.
     
    Com informações da Agência Safras e  CDIAL Halal