John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    Cidades inteligentes apostam em energia solar

    Grandes centros urbanos investem em energias renováveis para ajudar a construir a sociedade do futuro
    Rafael De Marco
    Painel Solar
    Painel Solar

    Tags:

    Energia

    As chamadas Cidades Inteligentes têm como pilares básicos a eficiência energética, a preocupação com sustentabilidade ambiental, social e econômica, convergindo para a promoção de qualidade de vida. O aumento dos recursos tecnológicos reforça esse conceito para enfrentar os desafios dos grandes centros populacionais, como questões ambientais. Desta forma, as smart cities são uma solução para atender à demanda populacional sem deixar de lado o desenvolvimento socioeconômico sustentável.

    Cidades inteligentes apostam em energia solar 1
     
    FUJISAWA
    Um exemplo de smart city é Fujisawa, no Japão. Localizada a cerca de 50 quilômetros da capital Tóquio, funciona de forma inteligente de forma integral como, por exemplo, compartilhamento de carros e bicicletas elétricas, casas abastecidas por energia solar, entre outros. Os moradores têm, inclusive, incentivo financeiro para reduzir o consumo de energia.
     
    Comandado pela Panasonic e mais sete empresas japonesas, teve sua transição para cidade inteligente após o desastre nuclear de Fukushima. Essa transformação solucionou problemas ambientais, especialmente com a transferência de indústrias para regiões afastadas da cidade.

    DEZHOU
    Outro exemplo é a chinesa Dezhou. Com 5 milhões de habitantes e situada no noroeste do país, na região da província de Shandong, é considerada a primeira cidade movida por energia solar do planeta.
     
    Com mais 5,5 milhões de habitantes, fica na principal rota ferroviária de Pequim a Xangai, conhecida como Jinghu Railway. É também uma das 23 estações da exclusiva linha de alta velocidade Pequim-Xangai.
     
    Noventa e oito porcento da energia consumida em Dezhou vem da energia solar. Segundo a Deutche Welle, “na cidade quase todos os telhados são cobertos de painéis solares. Existem laboratórios de pesquisa, 100 empresas de energia solar e até um museu solar.”
     
    O jornal Washington Post informa que o plano de US$ 740 milhões atraiu cerca de 100 empresas e gerou fábricas, um centro de pesquisa e amplas avenidas iluminadas por luzes movidas a energia solar.
     
    LAGUNA
    No Brasil, a smart city Laguna, localizada no Ceará, possui grande potencial de desenvolvimento. Trata-se da primeira cidade inteligente a oferecer lotes a preço popular.
     
    SUSONO
    Em 23 de fevereiro de 2021, na província de Susono, no Japão, foi lançada a pedra fundamental para a construção da primeira cidade inteligente da Toyota, chamada de Woven City (Cidade Entrelaçada). O projeto foi concebido como um “laboratório vivo”: os residentes da cidade serão pesquisadores e desenvolvedores de tecnologias voltadas para robótica, automação e inteligência artificial, que serão implantadas como testes na cidade antes de serem exportadas para o resto do mundo.