John Deere logo

    Conecta

    Sua fonte centralizada de notícias Agro

    Mais oportunidades para o turismo rural no Brasil

    Ministérios do Turismo e da Agricultura selecionam roteiros para segundo ciclo do projeto Experiências do Brasil Rural. Iniciativa visa diversificar a oferta turística e gerar renda no campo
    Mapa
    Mais oportunidades para o turismo rural no Brasil
    Mais oportunidades para o turismo rural no Brasil

    Tags:

    Turismo

    Mercado

    O Ministério do Turismo promove, desde 2021, o projeto “Experiências do Brasil Rural”, para impulsionar produtos e serviços da agricultura familiar associados ao turismo, de forma a proporcionar vivências inovadoras a visitantes, diversificar a oferta turística nacional e gerar alternativas de renda no campo, a partir da formatação e do posicionamento de roteiros.

    Os roteiros selecionados na primeira fase do projeto foram a Rota Amazônia Atlântica, do Pará; a Terra Mãe do Brasil, Seus Caminhos, Segredos e Sabores, da Bahia; o Agroturismo do Espírito Santo; a Rota do Queijo Terroir Vertentes e a Rota Gourmet das Terras Altas da Mantiqueira, em Minas Gerais; o Caminhos do Campo, em Santa Catarina, e a Ferradura dos Vinhedos e o Roteiro Farroupilha Colonial, no Rio Grande do Sul.

    O projeto envolveu a realização de um diagnóstico das rotas selecionadas, que indicou pontos fortes e quesitos passíveis de aprimoramentos. Em seguida, teve início a etapa de qualificações da iniciativa, com a promoção dos seminários virtuais “Visões de Mercado” e, ainda, as “Oficinas de Experiências” além da validação, que começou em novembro, de produtos e serviços desenvolvidos, com visitas presenciais de coordenadores do projeto aos roteiros. No momento, em fase final o desenvolvimento de ações de apoio à promoção e à comercialização destes roteiros.

    2022
    A partir do dia 7 de março, representantes de roteiros turísticos de todo o país poderão inscrever as rotas na 2ª edição do “Projeto Experiências do Brasil Rural”, que busca apoiar e promover o turismo em áreas rurais. Fruto de uma parceria entre os ministérios do Turismo e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, junto à Universidade Federal Fluminense (UFF), a seleção seguirá aberta até o dia 1º de abril.

    As inscrições devem ser feitas no site da UFF, a partir do dia 7 de março ( https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfpOPjl-AFcJcgR2vREMUXmj3qmrLSwJI8Ggj7F3xHnpxS1dg/closedform )
     
    Nesta segunda fase do projeto, serão selecionados oito roteiros turísticos pertencentes às cadeias agroalimentares do café, cachaça, farinha de mandioca e mel. A ideia é impulsionar produtos e serviços da agricultura familiar associados ao turismo, diversificando a oferta turística brasileira, por meio da inserção de produtos e de serviços da agricultura familiar no mercado turístico, além de apoiar a formatação e o posicionamento de produtos e roteiros de experiências no meio rural.

    Mais oportunidades para o turismo rural no Brasil 1

    O foco do projeto são os empreendimentos da agricultura familiar que atuam na produção agrícola e pecuária, na agroindústria, no extrativismo e no turismo. O secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Márcio Cândido, destaca que a presença predominante da agricultura familiar no meio rural brasileiro e o expressivo número de empreendimentos e atividades turísticas a ela vinculada proporcionou o surgimento de uma forma complementar de renda para os agricultores.
    Ao conhecer a propriedade do agricultor familiar, o turista não consome apenas os serviços de hospedagem, alimentação e atrativos. Acaba adquirindo produtos artesanais e agropecuários produzidos por agricultores familiares, característicos da região visitada, gerando nova possibilidade de renda e agregando valor ao que é oferecido ao turista”, ressalta Cândido.

    Entre os critérios para participar da seleção estão a vinculação dos roteiros a pelo menos uma das cadeias agroalimentares priorizadas no projeto, possuir estabelecimentos da agricultura familiar e abranger no máximo dois municípios. O objetivo é selecionar pelo menos um roteiro por região brasileira.