Pescaria no Pantanal

Confira onde pescar, quais as principais espécies de peixes e regras para poder jogar o anzol livremente nos rios da região

Variedades

img-news

Ser um amante de uma boa pescaria e nunca visitar o Pantanal é mais ou menos como ir a Roma e não ver o Papa. Localizado nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além de partes do norte do Paraguai e do leste da Bolívia, é considerado a maior planície alagada contínua do mundo, com 140.000 km² em território brasileiro.

 

O motivo de o Pantanal já ter sido conhecido como o Nirvana da pescaria estão nas centenas de rios – o mais conhecido é o rio Paraguai - e afluentes, que abrigam cerca de 250 espécies de peixes.

 

OS PEIXES E O DOURADO

Entre as espécies encontradas no Pantanal estão o jaú, pintado, dourado, cachara, barbado, traíra, abotoado, cachorra, jacundá, jurupencém, mandi, lambari, jurupoca, mandubé e pacu, entre outras.

 

Por lei, a pesca esportiva é permitida entre os meses de março e outubro. E um dado importante é que a pesca esportiva do dourado está proibida na região. Se um destes peixes, conhecido como "rei do rio" por seu comportamento predador e saltos para fora d'água, morder a isca, a orientação é retirar o anzol e devolvê-lo à natureza.

 

ONDE PESCAR

No Mato Grosso, os melhores locais para pescaria são Cáceres, cidade que dá acesso aos rios Paraguai, Sepotuba e Jauru; Poconé, de onde é possível acessar os rios Cuiabá, Pixaim, Bento Gomes, Claro e Cassange; e Barão de Melgaço, considerado o melhor ponto para pesca nos rios Cuiabá e Ribeirão Mutum.

 

No Mato Grosso do Sul, a cidade de Corumbá abriga a maior parte dos barcos-hotéis do Pantanal para excursões pelo rio Paraguai, além de pousadas com boa estrutura; conhecida como o Portal do Pantanal, Aquidauana oferece ótimas condições para pesca no rio do mesmo nome; Porto Murtinho também oferece boas condições de hospedagem e barcos-hotéis para aventuras com linha e anzol no rio Paraguai.

 

AUTORIZAÇÃO PARA PESCA

Agora que você conhece alguns dos principais pontos para pesca e espécies de peixes, é preciso ficar ligado em um requisito básico para pode jogar o anzol no Pantanal: a autorização para pesca esportiva.

 

Segundo documento informativo do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), “é fácil obter sua autorização para pesca desportiva. O serviço está disponível online para qualquer pessoa e de qualquer lugar do mundo interessada em conhecer as maravilhas dos nossos rios”. Para obter a sua autorização siga os passos:

 

1 Acessar a página: http://www.pescaamadora.imasul.ms.gov.br

2  Fazer o cadastro e imprimir o formulário; 

3  Efetuar o pagamento da taxa no Banco do Brasil; 

4  Retomar o acesso ao site do Imasul e imprimir sua autorização. 

 

POSSO LEVAR O PEIXE?

As regras existem não apenas para permitir a pesca, mas também para a quantidade de peixe retirada dos rios pantaneiros. Enquanto no Mato Grosso o pescador pode levar 5 quilos de peixe e mais um exemplar, no Mato Grosso do Sul a regra é mais rígida.

 

Para os peixes considerados nativos (pacu, pintado, cachara, jaú, piraputanga, entre outros), apenas um exemplar pode ser transportado. O pescador amador ou desportivo pode levar também cinco exemplares de pescado da espécie piranha e exemplares de peixes considerados exóticos (estranhos à fauna local), como carpa, bagre-africano, tucunaré, tambaqui, entre vários outros.

 

ALÉM DOS RIOS

Além da pescaria, o Pantanal oferece uma paisagem deslumbrante e oportunidades para conhecer mais sobre a natureza do Brasil. O local reúne uma quantidade de animais nativos do Brasil, como tamanduás, antas, emas, diferentes espécies de aves, como o Tuiuiú, jacarés e onças-pintadas, o maior felino brasileiro, entre outros bichos.

logo