Serra da Capivara entra no “mapa” do New York Times

O parque que abriga os fósseis dos primeiros homens a habitar as Américas e é o único bioma exclusivamente brasileiro está lista dos roteiros turísticos mais importantes do mundo

Variedades

img-news
Deu no New York Times! Local onde estão preservados alguns dos mais ricos patrimônios arqueológicos do mundo, o Parque Nacional da Serra da Capivara, no Piauí, ganhou mais um título importante: a unidade de conservação é a única brasileira a constar numa seleta lista feita pelo jornal norte-americano sobre destinos turísticos em 2022. “Arte e arqueologia num parque remoto do Brasil, onde os visitantes podem ajudar a preservar”, descreve o periódico, um dos mais importantes do planeta. 

A matéria destaca a relevância arqueológica da Serra da Capivara. O parque possui os fósseis dos primeiros homens a habitar as Américas, além disso, das paisagens e belezas cênicas da Caatinga, é o único bioma exclusivamente brasileiro. “O que distingue este parque nacional de inúmeras outras paisagens brasileiras de tirar o fôlego são os restos arqueológicos e artísticos de humanos antigos, que muitos pesquisadores acreditam ter chegado há mais de 20 mil anos”, diz o jornalista Seth Kugel.


Aos poucos, a visitação no parque está retomando ritmos normais, com visitantes de todo o Brasil e do mundo. Apesar da Covid-19, o Governo Federal, por meio do ICMBio, investiu em infraestrutura, como novos atrativos, banheiros e, recentemente, uma escada de 60 metros de altura que proporciona um acesso mais seguro, rápido e, ainda, garante ao passeio uma vista magnífica.

OUTROS DESTINOS
O parque divide a lista com outros representantes de peso, como o Parque Nacional de Saguaro (Arizona), nos Estados Unidos; a Reserva da Biosfera de Dana, na Jordânia; a Floresta Nacional de El Yunque, em Porto Rico; o Parque Nacional de Chimanimani, em Moçambique; o Parque de Iberá, na Argentina; o Parque Nacional de Cerro Castillo, no Chile; o Parque Nacional de Elijio Panti, em Belize, além de destinos urbanos, como Kyoto, no Japão; o Queens, em Nova York e Humboldt, no Kansas.

CONHEÇA O PARQUE
O Parque Nacional Serra da Capivara foi criado em 1979, para preservar vestígios arqueológicos da mais remota presença do homem na América do Sul. Sua demarcação foi concluída em 1990 e o parque é subordinado ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Por sua importância, a Unesco o inscreveu na Lista do Patrimônio Mundial em 13 de dezembro de 1991, e também na Lista Indicativa brasileira como patrimônio misto. 

Em 1993, o Parque passou a constar do Livro de Tombo Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico, do Iphan. Na área tombada foram localizados cerca de 400 sítios arqueológicos. A maioria deles contém painéis de pinturas e gravuras rupestres de grande valor estético e arqueológico. A área faz parte de um dos 63 parques nacionais do Brasil e está entre as dez que protege a caatinga, sendo constituída de quase 40% da caatinga protegida no país.