Strada Volcano cabine dupla é excelente para o dia a dia

Com novo design, picape da Fiat Strada é um "filhote" do modelo Toro. Confira a avaliação após teste realizado pelo site especializado Auto On

Variedades

img-news
A Fiat Automóveis lançou, em 1979, a primeira picape derivada de um automóvel de passageiros, no caso o Fiat 147. Ao longo dos anos foi ganhando concorrentes, como a Ford Pampa (derivada do Ford Corcel) e a Volkswagen Saveiro (do Gol).  

Mas, em 1996, para substituir a Fiat Fiorino Pick-up (do Fiat Spazio), a fabricante italiana lançou a Strada, também derivada de um carro, no caso o recém-lançado Palio. Logo a picape se transformou num sucesso e líder de vendas no seu segmento.   

Lançada no ano passado, a sua segunda geração (ao longo dos anos a Strada ganhou quatro reestilizações), a Fiat Strada ganhou um design que não deriva de nenhum automóvel, mas é um "filhote" da picape Fiat Toro. Logo se transformou num sucesso de vendas, chegando a líder do mercado nacional, fato inédito para uma picape, e se mantém entre os modelos mais vendidos.  

E foi o modelo que aproveitamos para avaliar, a Fiat Strada Volcano cabine dupla 2021. Logo de cara é fácil notar que a picape está mais imponente e bonita. As novas linhas deixaram a Strada com uma aparência maior e mais musculosa. Se a compararmos com as concorrentes, ela realmente é a mais atual.   

A frente ficou muito harmoniosa

O novo conjunto ótico tem faróis em LED, com a luz diurna obrigatória e pisca integrados. As luzes auxiliares estão no para-choques e acendem quando é virado o volante. O conjunto com a grade é muito harmonioso.   

Por dentro, a picape também está com tudo novo e bonito. O painel é completo e todos os comandos estão a fácil alcance das mãos. Os bancos dianteiros são muito elevados, mesmo com a regulagem de altura. Mas cai no gosto atual dos consumidores, que desejam posições de direção mais elevadas. Apesar disso, os bancos são confortáveis e acomodam bem o motorista e passageiro.