Tec: Smartphones poderosos

Conheça os 3 aparelhos mais potentes do mercado brasileiro no primeiro semestre de 2021

Variedades

img-news
O Brasil tem mais celulares que habitantes. São 234 milhões de smartphones habilitados e em funcionamento para uma população estimada em 213,7 milhões de pessoas. Esse dado é ainda mais impressionante se levarmos em consideração o fato de que a mobilidade para os telefones chegou ao Brasil há pouco mais de 30 anos.

Em 1990, o Motorola modelo PT-550 era o máximo em tecnologia e custava o equivalente a R$ 15 mil atualmente. Do “tijolão” ao iPhone, muita coisa mudou – para melhor – na forma como nos comunicamos. O smartphone transcendeu o telefone para se tornar um computador de bolsa. Uma porta aberta para o mundo da conectividade.

A evolução nos aparelhos é constante e novos modelos são lançados a cada semestre. O Conecta traz uma lista com os três principais “top de linha” no primeiro semestre de 2021. Fabricantes como a Samsung, Xiaomi e Apple oferecem telefones de configuração parruda. Confira as informações relacionadas pelas empresas e testadas pelos principais sites de tecnologia do Brasil: 

SAMSUNG GALAXY S21 ULTRA
Aparelho com processador Exynos 2100 e chip octa-core, é mais rápido e mais econômico que as versões anteriores da marca. De acordo com a Samsung, o ganho em performance é de até 20% em relação à linha S20.

O S21 Ultra é fabricado com tela de 6,8 polegadas AMOLED e possui conexão 5G, módulo de Wi-Fi melhorado e compatível até com carros inteligentes. Inclusive, pode ser configurado como chave para ligar e destrancar o veículo.

A câmera principal tem 108 MP e estabilização óptica, enquanto a secundária tem 12 MP e lente ultra-wide; a terceira e quarta possuem 10 MP e lentes teleobjetivas, com zoom óptico de 3 vezes e 10 vezes, respectivamente.

O Samsung Galaxy S21 Ultra tem 12 GB de memória RAM e armazenamento interno de 256 GB ou 512 GB, dependendo da versão escolhida.

Ficha técnica:
-Tela: 6,8 polegadas, Dynamic AMOLED 2X, resolução 2K, HDR10, 120 HZ de taxa de atualização e proteção Gorilla Glass Victus
-Processador: Exynos 2100 octa-core com até 2,9 GHz
-Memória RAM: 12 GB
-Armazenamento interno: 256 GB ou 512 GB
-Câmeras traseiras: 108 MP (f/1.8) com dual-pixel, foco a laser e estabilização óptica + 12 MP ultra-wide (f/2.2) com super estabilização + 10 MP teleobjetiva (f/2.4) com estabilização óptica e zoom de até 3x + 10 MP teleobjetiva (f/4.9) com estabilização óptica e zoom de até 10x
-Filma em: 8K a 24 FPS
-Câmera frontal: 40 MP (f/2.2) com HDR automático
-Bateria: 5.000 mAh com suporte a carregadores turbo de 25W
-Proteção contra água: Sim, IP68
-Extra: Suporte a S Pen
-Redes móveis: 4G e 5G
-Preço sugerido no site da fabricante: a partir de R$ 7.199,10

Xiaomi Mi 11
O novo smartphone da chinesa Xiaomi traz processador Snapdragon 888, 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento, com conexão 5G e Wi-Fi 6. É equipado com câmera tripla de 108 MP, 18 MP e 5 MP, e recursos como efeitos que facilitam a gravação de vídeos formatados para redes sociais.

A tela tem 6,81 polegadas, 120 Hz de atualização e traz suporte ao padrão HDR10+ no display AMOLED. A resolução WQHD+ permite boa visualização para assistir a diferentes conteúdos no celular.

A bateria do Mi11 é de 4.600 mAh, mas a eficiência energética do processador Snapdragon 888 da Qualcomm promete influenciar na autonomia para um dia inteiro de uso sem a necessidade de recarga.

O smartphone roda o Android 11 na base, personalizado no sistema operacional MIUI 12.5. A Xiaomi aumentou o sensor para fotos e vídeos na câmera principal a fim de melhorar a captação da luz e oferecer um Modo Noturno mais eficiente.

O conjunto de câmeras traz, na linha de frente, uma lente ultra angular de 108MP, uma segunda ultra angular de 13MP com campo de visão de 123° e uma lente telemacro de 5MP para fotografias ampliadas.

Ficha Técnica:
-Tela: 6,8" AMOLED Full HD+ (3200 x 1440, 120 Hz)
-Processador:  Snapdragon 888, com oito núcleos (2.2 GHZ)
-Armazenamento: 256 GB, sem memória expansível
-RAM: até 8 GB
-Bateria: 4600 mAh com carregador de 55W
-Câmeras: 108 MP (principal), 13 MP (ultrawide) e 5 MP (macro); 20 MP (selfie)
-Software: Android 11 MIUI 12.5
-Extras: dual chip, NFC, conectividade 5G, Gorilla Glass Victus
-Preço sugerido no site da fabricante: a partir de R$ 9.199,99

iPhone 12 Pro Max
Lançado em outubro de 2020, o iPhone 12 Pro Max é a versão mais parruda da linha da Apple. O smartphone traz um aumento na tela em relação ao seu antecessor, o 12 Pro. Apresenta display de 6,7 polegadas com tecnologia Super Retina XDR OLED.

O smartphone tem três sensores de câmera com 12 MP cada, sendo o principal com estabilização óptica, o segundo com lente ultra-wide e o terceiro com lente teleobjetiva e zoom óptico de 2,5 vezes. Na parte frontal a câmera também é de 12 MP e, assim como as traseiras, grava em 4K.

Uma novidade é o sensor LiDAR, responsável por mapear superfícies. Outra novidade é a chegada da conectividade ao 5G.

O processador é o mesmo dos outros modelos de iPhones 12, o Apple A14 Bionic. Ao todo são 128 GB, 256 GB ou 512 GB de armazenamento interno, sem espaço para cartão de memória. O sistema operacional é o iOS 14, o mais recente da Apple.

A bateria ganhou um upgrade e dura até 20 horas em reprodução de vídeo contínua. Outro ponto importante do aparelho é a certificação IP68, que oferece resistência à água e poeira. 

Ficha técnica:
-Tela: 6,7 polegadas, com tecnologia XDR OLED Retina, HDR10, True Tone, Dolby Vision, brilho de 1200 Nits, resolução de 1284 x 2778 pixels
-Processador: Apple A14 Bionic
-Armazenamento interno: 128 GB, 256 GB ou 512 GB
-Câmeras traseiras: 12 MP (f/1.6) + 12 MP ultra-wide (f/2.4)  + 12 MP teleobjetiva (f/2.4) com zoom óptico de 2,5x + sensor de profundidade LIDAR
-Filma em: 4K @ 60 FPS com Dolby Vision ativado
-Câmera frontal: 12 MP (f/2.2)
-Bateria: 20 horas de autonomia em reprodução de vídeo contínua
-Proteção contra água: Sim, com IP68
-Redes móveis: 4G e 5G
-Preço sugerido no site da fabricante: a partir de R$ 9.999,00
logo